segunda-feira, 18 de março de 2013

FRANCISCO I: ''QUE DEUS OS PERDOE PELO QUE FIZERAM''

DIZEM QUE O PAPA ESTAVA BRINCANDO COM OS CARDEAIS, MAS JESUITAS NÃO BRINCAM COM PALAVRAS, ELES SÃO MANSOS MAS RADICAIS AO EXTREMO
 A HISTÓRIA QUE O DIGA!
''Que Deus os perdoe pelo que fizeram'', diz Papa aos cardeais que o elegeram, contou na quinta-feira, dia 14 de março, o porta-voz do Vaticano Federico Lombardi.
A EMPRESA Vaticano é uma das, senão a mais rica instituição do mundo. Estima-se que de 20 a 30% dos imóveis da Itália são de propriedade do Vaticano, incluindo igrejas, escolas, hospitais, clínicas e até hotéis. Os rendimentos anuais do Vaticano chegam a ultrapassar os 300 milhões de dólares. Quer dizer: uma instituição que se diz “santa” e preocupada com a pobreza no mundo, não parece fazer muito pelos mais necessitados.
Lembrando o Vaticano, para assombro de muitos, mas nem tanto, pois depois de tantos escândalos de abusos sexuais pelo mundo, são bem interessados em investimentos no mínimo contraditórios. É “apenas” o principal acionista da MAIOR indústria de armamentos do mundo.
 http://historiaemperspectiva.dihitt.com.br/n/negocios-marketing/2013/02/15/banco-do-vaticano-e-o-principal-acionista-da-maior-industria-de-armamentos-do-mundo

Calma, não fica só nisso não… Eles também investem em cigarros e pílulas anticoncepcionais. Mas continuam sendo contra a camisinha, até porque nesse mercado não é tão lucrativo. Já dão camisinha de graça não é?… Mas, tudo bem, os caras pediram desculpas vai… Como um bom cristão e fiel a igreja, você desculpa não é?!…
Inácio de Loyola
Inácio de Loyola que ficou conhecido mais tarde como “Santo Inácio de Loyola”, foi o fundador dessa empresa de Jesus. Esse cara foi um militar de família nobre que acabou ferido gravemente em guerra contra os franceses em 1521. No seu período de recuperação, dedicou-se convenientemente à leitura do “Flos Sanctorum“, o que o fez assim de repente, querer dar uma de “santo”.
Disse General Lafayette sobre os Jesuítas:
“Na minha opinião se as liberdades deste país, os Estados Unidos da América, são destruídas, será por culpa dos membros jesuítas da Igreja Católica Romana, já que estes são os mais cruéis e perigosos inimigos da liberdade religiosa e os direitos civis. Eles, e não outros, instigaram a maior parte das guerras na Europa“.
 
Napoleão depois de capturado pelos ingleses e deportado para a ilha de Sta. Elena, escreveu aos seus superiores: ”Os Jesuítas são uma organização militar, não uma ordem religiosa. Seu superior, é um general de um exército, não um simples padre de abadia ou monastério. E seu objetivo é: O PODER. O poder em sua forma mai despótica, o poder absoluto, o poder universal, o poder de controlar o mundo com a vontade de um só homem. O jesuitismo é a forma mais absoluta de despotismo: e, ao mesmo tempo, o mais gigantesco dos abusos“.
 No revelador livro “Fifty Years In The Church Of Rome“, por Charles Chiniquy, 1968, reeditado de uma edição de 1886, no capítulo que fala da Memória do cativeiro de Napoleão em Santa Helena, pelo General Montholon:  “O general dos jesuítas almeja converter-se em master, soberano com poder sobre os soberanos. além de onde sejam admitidos, os jesuítas serão os donos, custe o que custar. Sua sociedade é, por natureza, ditatorial, e por tanto é um inimigo irreconciliável de toda autoridade constituída. Cada ato, cada crime, por mais atroz que seja, é um trabalho meritório, se está feito no interesse da Sociedade dos Jesuítas, ou tenha sido ordenado pelo General“.
Há uma relação muito estreita entre os Jesuítas e a Ordem de Malta que é um Estado não territorial cuja sede central está na cidade de Roma e tem o estatuto ex-territorialidade como se fosse uma embaixada. Essa relação entre jesuítas e a Ordem de Malta não é irrelevante, já que foi a Ordem de Malta que financiou Lenin e Hitller usando o dinheiro do Banco da Reserva Federal, negociaram um tratado papal entre o Papa e Hitler e nos Estados Unidos estão por trás do projeto “Paper clip”, entre outras muitas coisas.
O Presidente Abraham Lincoln disse:  “Os protestantes tanto do Norte como do Sul deveriam unir-se para exterminar aos monges e os jesuítas; se alcançarem a vislumbrar como os monges, as freiras, os padres, que diariamente chegam as nossas terras, baixo o pretexto de pregar sua religião, não são nada mais que emissários do Papa, de Napoleão III, e de outros déspotas europeus, que querem unicamente minar nossas instituições, alienar os corações de nossa gente e nossa Constituição de nossas leis, destruir nossas escolas e preparar um reino de anarquia aqui, como já o fizeram na Irlanda, México e Espanha, e como fizeram em qualquer lugar do mundo onde houvesse gente que aspirasse a ser livre“. Fonte: Fifty Years In The Church Of Rome, Charles Chiniquy, 1968, reeditado da edição de 1886.
No livro “The Suppressed Truth About The Assassination Of Abraham Lincoln“, Burke Mc Carty, 1973, publicado pela primeira vez em 1924 lemos:
“O assassinato de Lincoln foi instigado pelo papa “negro”, ou seja, o General da Ordem Jesuíta, camuflado por trás do papa “branco”, Pio IX, com ajuda e financiado por outros que se creem com “direitos divinos” na Europa e finalmente o assassinato foi consumado pela hierarquia Romana e seus agentes pagos neste país (EUA) e o Canadá francês, o dia “Good Friday“, o 14 de Abril de 1865 no Teatro Ford, de Washington D.C“.
Este documento sobre os Objetivos dos Jesuítas Para o Próximo Milênio, revelados fontes jesuítas, é muito revelador. É muito interessante comprovar como dão especial ênfase na nova evangelização e o ecumenismo (ou seja, todas as religiões em uma só).
Como Phelps ou Greg Szymanski, outros muitos autores acreditam que A Ordem Jesuíta é a que controla espiritualmente a Nova Ordem Mundial.
o texto está no site http://apocalink.com.br/2013/03/o-papa-da-cia-de-jesus.html eu só fiz alguns arranjos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário