sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

SINAIS NO SOL

Observem bem as imagens e notem que as manchas solares já representam o tamanho de 10 vezes o planeta Terra ou se preferirem 01 planeta Jupiter.
"Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; sobre a terra angústia entre as nações em perplexidade por causa do mar e das ondas; haverá homens desmaiarão de terror e pela expectativa das cousas que sobrevirão ao mundo; pois os poderes dos céus serão abalados. Então, se verá o Filho do homem vindo numa nuvem, com poder e grande glória. Ora, ao começarem estas cousas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça, porque a vossa redenção se aproxima.” Lucas 21 25-28.

Como todas as estrelas, o Sol brilha porque tem massa demais. Os átomos de hidrogênio do seu núcleo não suportam o peso sobre eles e se fundem, causando ininterruptas reações nucleares. A cada segundo, são queimadas 700 milhões de toneladas de hidrogênio, liberando 386 bilhões de bilhões de megawatts de energia como calor, luz visível e outras radiações. Compare: a potência da Usina de Itaipu é de 12 600 megawatts por ano! Apesar de tanto vigor, o Sol perde hoje uma fração mínima de matéria. (Revista Super Interessante).

Por que a Terra está se afastando do Sol? Redação do Site Inovação Tecnológica
A distância entre o Sol e a Terra é conhecida como Unidade Astronômica, ou simplesmente UA, uma espécie de "quilômetro espacial", usada para expressar as enormes distâncias interplanetárias. Uma Unidade Astronômica mede 149.597.870,696 km.

A medição mais precisa feita até hoje dessa distância entre o Sol e a Terra foi concluída em 2004 pelos astrofísicos russos Gregoriy A. Krasinsky e Victor A. Brumberg. E, ao término de seu trabalho, eles fizeram uma descoberta surpreendente: a Terra está se afastando do Sol a uma velocidade de 15 centímetros por ano.

Afinal de contas, o que está afastando a Terra do Sol?

A explicação que primeiro se ofereceu foi a de que o Sol está perdendo massa, via fusão nuclear e pela emissão dos ventos solares. Perdendo massa, ele perderia sua força gravitacional e permitiria que os planetas ao seu redor se afastassem.
 
Opinião Pastoral: ''Então deduzindo os fatos e analisando as explicações cientificas, as manchas solares são locais onde existem falhas de fusão nuclear no sol por falta de hidrogenio, isto significa perda de força e perda de massa do nosso astro rei.
 
Seriam as explosões solares a demonstração que o nosso sol está perdendo combustivel, ou seja, estará faltando hidrogênio em alguns locais do sol?
 
Tomara que isso não provoque uma super tempestade solar a curto prazo.
 
Voltando ao Evangelho, eu prefiro dizer: ''Ora vem Senhor Yeshua (Jesus)''.

Nenhum comentário:

Postar um comentário