domingo, 8 de julho de 2012

GRUPO ISLÂMICO PROIBE CONSUMO DE TOMATES

Grupo islâmico proíbe consumo de tomate afirmando se tratar de fruto cristão.

A possível forma de cruz que pode surgir ao se cortar um tomate fez com que a Associação Islâmica Popular Egípcia emitisse um comunicado afirmando que o consumo do fruto é proibido. A associação islâmica afirmou que tal forma e cortar o fruto “exalta a cruz, e não Alá, e diz que Deus é três”.
A associação divulgou, através do Facebook, um comunicado alertando: “Eu te imploro para que espalhe esta foto porque há um imã da Palestina que viu o profeta de Alá [Maomé], em uma visão, e Ele estava chorando, alertando sua nação para não comê-los [tomates]. Se você não espalhar esta [mensagem], é porque foi o diabo que o impediu”, segundo informou o The Chiristian Post.
É formada por salafistas, que são muçulmanos empenhados em resgatar as tradições do islamismo. Estima-se que existem no Egito cerca de 6 milhões deles
De acordo com o jornalista Paulo Lopes o site The Blaze comentou que muitas das notícias que saem do mundo islâmico são “intrigantes, estranhas e preocupantes” e que algumas delas são cômicas, como a do tomate cristão.
Após várias mensagens ironizando o a associação por causa do comunicado, foi publicada uma nova mensagem na qual afirmaram: “O que nós dissemos foi para não cortá-los de modo que faça surgir a cruz”.
Fonte: Gospel+

PALAVRA PASTORAL:

''Jamais um grupo Islâmico diria que Deus é três, pois tal ensinamento é uma invenção católica e contraria tanto as raizes da Igreja Cristã, do Judaismo e do Islamismo. Jesus ensinou: ''Ouve ó Israel, o nosso Deus é um só Deus!''. Assim criam os primitivos cristãos, assim creem os Judeus e os muçulmanos.
Aliás, o tomate também foi perseguido quando do descobrimento das Américas. A fruta era largamente produzida pelos incas e o consumo foi imediatamente proibido pelo Papa por se tratar de comida pagã e os incas foram obrigados a se converter ao catolicismo, muitos deles eram batizados na marra e depois estrangulados para a suposta salvação das suas almas.
Mais tarde o papa Clemente também foi o responsável pela liberação do consumo de café na Europa. Por volta de 1570, o café foi introduzido em Veneza, Itália, mas a bebida, considerada maometana, era proibida aos cristãos e somente foi liberada após o papa Clemente VIII provar o café.

Fica o ensino do Grande Mestre Jesus Cristo para esse povo sem entendimento:
''NÃO É O QUE ENTRA PELA BOCA QUE CONTAMINA O CORAÇÃO DO HOMEM
 MAS O QUE SAI DA SUA BOCA''.

Nenhum comentário:

Postar um comentário