sábado, 30 de abril de 2011

O ARREBATAMENTO

 Nos não fazemos apologia ao video, mas ele é muito interessante, desligue o player da radio do blog e assista:

sexta-feira, 29 de abril de 2011

ESCÂNDALO NA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL NO ANO DO SEU CENTENARIO

Congregação Cristã no Brasil estaria em crise devido a escândalos, dissidências e polêmicas, afirma site
Publicado por Renato Cavalera em 29 de abril de 2011 no site genizah virtual. 

Disputas políticas, homossexualismo e golpes estariam nos bastidores da liderança de uma das mais antigas denominações evangélicas do Brasil. A Congregação Cristã do Brasil estaria em crise em pleno seu centenário, é o que relata o site Genizah Virtual em uma de seus mais recentes publicações.

Confira a denuncia na íntegra:

Conhecida pela maneira nada carismática como trata as demais igrejas evangélicas, a CCB completou 100 anos em meio a inúmeras crises e dissidência de adeptos. Sua origem está ligada ao italiano Luigi Francescon, que em 1910 desembarcou em São Paulo e conseguiu reunir um grupo de vinte seguidores e fundou a Congregação Cristã do Brasil.

Apesar de fundada em 1910, o nome “Congregação Cristã do Brasil” somente foi dado a Igreja por ocasião da Convenção de 1936, sendo substituída a preposição “do” por “no” Brasil na década de 60.

Com sede no Brás (SP), a CCB rapidamente se espalhou pelo país e em pouco tempo atravessou a fronteira alcançando um número significativo de adeptos. Dados da Pentecostalism Encyclopedia (Enciclopédia Pentecostal – uma publicação americana que monitora o crescimento dos pentecostais no mundo) revelou que já no ano 2000 a CCB ocupava a 6º posição no ranking mundial em número de membros pentecostais. No Brasil, somente era superada pela Assembleia de Deus que à época somava cerca de 8,4 dos quase 26 milhões de evangélicos – a CCB reunia cerca de 2,4 milhões de seguidores.

Não se sabe se por esse motivo ou simplesmente pelas diferenças doutrinárias e de usos e costumes, a CCB evita qualquer tipo de contato com a A.D. Ao se referir a A.D – e também as demais igrejas evangélicas – a CCB utiliza o termo pejorativo de “primos”. Aos que decidem frequentar suas congregações, ordena que sejam novamente batizados e se submetam a regras rígidas de comportamento e de expressão social. Caso seja pego em prática de adultério, o membro é destituído de suas obrigações na Igreja e evita-se qualquer tipo de contato com ele – isso porque, segundo eles, o adultério é um pecado contra o Espírito Santo ao qual não existe possibilidade de perdão.

Dissidências

Interpretações como essas e outras mais são um dos motivos do surgimento de inúmeros grupos dissidentes da Congregação Cristã no Brasil, ainda na década de 50. A primeira ruptura de que se tem notícia ocorreu no alto escalão da CCB, com a saída do cooperador Aldo Ferreti que abdicou do seu cargo para fundar a Igreja Renovadora Cristã. Sua atual sede fica na Vila Madalena (SP) em um prédio cuja arquitetura é semelhante aos templos da CCB.

Amigo de longa data de Francescon, Ferreti denunciou – na noite de 14 de maio de 1952, no Brás – os motivos pelos quais ele decidira abandonar o ministério, como a falta de humildade do Colégio de Anciões e o uso excessivo por parte destes de bebida alcoólica – sendo este um dos motivos que mais preocupavam Ferreti. Seguindo o exemplo da IRC, nos anos seguintes novos grupos dissidentes surgiram da CCB, tais como:

• Igreja Cristã Remanescente (fundada em 1967 pelo ancião Nilson Santos, em Telêmaco Borba, PR);

• Congregação Cristã no Brasil Renovada (fundada em 1991 pelo ancião José Valério, em Goiás);

• Congregação Cristã do Sétimo Dia (fundada em 1993 pelo ancião Luiz Bento Machado, em Santa Catarina);

• Congregação Cristã Apostólica (fundada em 2001 pelo cooperador Antônio Silvério Pereira, em Aparecida de Goiás, GO. Surgiu de uma fusão da Congregação Cristã no Brasil com a Igreja Renovação Cristã);

• Congregação Cristã Moriá (fundada em 2004 por Saulo Corcovado Macedo, em Mairinque, SP);

À lista podemos acrescentar também os adenominacionais ou Assembleias Cristãs (grupo de irmãos que se reúnem em casas e possui ministério próprio, embora alguns congreguem na CCB. Sua característica principal é a busca pelo “primitivismo apostólico”, sendo considerado um “movimento de reforma”), a Igreja da Sã Doutrina (fundada no Maringá pelo advogado Laertes Souza), a Congregação Cristã Primitiva (fundada em Goiás e que também promove campanhas pelo retorno à fé primitiva), a Congregação Evangélica Apostólica do Brasil (Imperatriz, Maranhão) etc.

A situação se agrava

Além de dissidências, a CCB se vê às voltas por uma crise que vem se arrastando desde 2000 e que tem causado prejuízos incalculáveis à instituição. De um lado, há os que argumentam haver um “complô” contra o Conselho, enquanto outros dizem possuir evidências que comprovariam corrupção, homossexualismo e prostituição envolvendo o líder máximo da CCB, o ancião e ex – presidente mundial José Nicolau.

Vídeos incriminadores: ex – presidente da CCB, José Nicolau, e membro do CCB a Verdade falam sobre crise: Desligue o player da radio do blog e assista ao video:



Afastado de sua função no final de 2000, Nicolau – que teria sido alvo de um processo judicial movido por Mário e Lúcio – teve sua credencial definitivamente cassada por ocasião de uma assembléia realizada entre os dias 09 e 13 de abril de 2001, quando Jorge Couri – até então vice – presidente da CCB – interveio para que Nicolau fosse de fato expulso da presidência e abrisse caminho para sua posse. O que de fato ocorreu. Concluído o processo contra José Nicolau, Couri foi empossado como o novo presidente da Congregação Cristã no Brasil e uma nova batalha judicial teve início.

Pessoas ligadas ao ex-presidente da CCB acusaram Couri de ter agido secretamente – e com uso de artifícios mentirosos – para convencer o Conselho a desempossar Nicolau. Tal consta de uma circular e dossiê enviado ao Conselho Nacional de Anciões, na página 30 que reproduzimos em parte.

“Consta que inconformado com a maneira apressada e errada como foi decidido o caso, o saudoso irmão Basílio Gitti, teria proposto rever o assunto logo em seguida, por ocasião da assembléia, realizada nos dias 09 a 13 de abril de 2001, quando seria feito um julgamento responsável.

Porém, sabendo da proposta e da possibilidade do caso ser revisto e a injustiça reparada, JORGE COURI, que era o vice de NICOLAU, de olho na “cadeira da presidência” e sedento para tomá-la a todo custo, tudo fez para embaraçar o reexame da causa. Foi assim, que após incansáveis diligências, localizou SERGIO, ex-motorista de NICOLAU, que havia se mudado para o interior de São Paulo, cidade de Itápolis. Ligou pessoalmente para SERGIO e convocou-o para vir a São Paulo com urgência, onde no interior do apartamento de COURI, começaram as negociações malignas.

Para reforçar as falsas acusações apresentadas anteriormente e aplicar o golpe mortal, COURI teria lançado mão de expediente diabólico, traiçoeiro e criminoso. Aproveitando-se do caráter vulnerável de SERGIO, persuadiu-o após prometer recompensas de todo tipo, inclusive com pagamento em dinheiro, a que aceitasse fazer o papel de mais um falso acusador contra NICOLAU.

O plano foi estabelecido sob as instruções diretas de COURI, que cuidadosamente passou as instruções com todos os detalhes, no interior de seu próprio apartamento; ficando apenas em aberto o preço total da traição. Foram pagos duas parcelas de R$ 5 00,00, pelo próprio COURI e R$ 4.000,00, por seu amigo JEREMIAS GUIDO; enquanto o restante ficou por conta dos depósitos a serem feitos após o cumprimento do acordo.”

Resultado: Jorge Couri foi empossado presidente e José Nicolau seguiu impedido de exercer seu ministério. No entanto, passados alguns dias da posse de Couri, o motorista Sérgio – que segundo a circular teria se arrependido das acusações – procurou o ex-presidente para revelar os detalhes da conspiração criada por Couri e Jeremias Guido. Mesmo após as revelações do motorista, nada foi feito pela Comissão para reverter o quadro.

Há pelo menos 11 anos Couri segue na direção da CCB e enfrenta acusações de desvio de verbas – algo em torno de 20 milhões -, acobertamento de anciões e falsidade ideológica. Juntamente com Jeremias Guido e Sergio Anísio Soares Alves (o motorista), Couri é alvo de um processo impetrado na 8º Delegacia de São Paulo – IP 343/2008, com acusações de estelionato e crime contra a honra. Dois anos antes, o comerciante e membro da CCB de Piedade, José Aparecido da Cruz, foi acusado pelo Ministério Público de ter desviado R$ 19. 962. 00 do setor de assistência social da Igreja. Casos como esse demonstram que a corrupção saiu do alto escalão da CCB para se alastrar pelas congregações, havendo até mesmo denúncias de estelionato envolvendo anciões do Japão e em outros países onde a instituição se faz presente (algo em torno de 80).

Além de processos judiciais, Couri também acumulou inimigos dentro e fora da CCB. Grupos reformistas, como a CCB a Verdade – um site criado por anciões que veicula denúncias contra o atual presidente e prega o retorno ao “primitivismo congregacional” – tem deflagrado uma crise sem precedentes dentro da instituição. Mudanças na liturgia – como a proibição de os membros darem glória a Deus nos cultos e a forma de coleta da oferta da piedade – também são motivos de desentendimentos e troca de acusações. Um dossiê completo sobre a crise na CCB pode ser visto no site ccbverdade.com.br e no Scribd.

A crise vivida pela CCB ocorre em meio às comemorações do seu centenário, o que também ocorre na Assembleia de Deus, a outra gigante pentescostal. Por triste coincidência, ambas adentraram ao centenário em meio a uma crise sem precedentes. No entanto, este é um tema para uma futura reflexão.

OPINIÃO SOBRE ESCÂNDALO DA IGREJA CRISTÃ DA FAMILIA, TAMBÉM COMPARTILHADA PELA IGREJA INTERNACIONAL DO EVANGELHO ETERNO:

E os escândalos se sucedem. Um atrás de outro. Hoje mais que ontem.

O que é um escândalo? Como devemos proceder diante deles? É normal que aconteçam? Por que estão acontecendo tantos escândalos entre os cristãos no mundo? O que é verdade e o que é mentira nas acusações contra líderes evangélicos?

Devemos buscar respostas práticas para estas questões e esclarecer as igrejas em relação a este assunto.

Definição

Assim se define a palavra escândalo no grego: armadilha, cilada, tropeço, qualquer impedimento colocado no caminho e que faz alguém tropeçar ou cair; pedra de tropeço; ocasião de tropeço; qualquer pessoa ou coisa pela qual alguém se torna presa ou afoga-se no erro ou pecado.

Geralmente os escândalos aparecem como fruto de um afastamento de Deus, em maior ou menor nível. Este afastamento é chamado de apostasia (separação, deserção, divórcio, repúdio), que abrange desde a negação e abandono da fé, 1Tm 4.1; 2Tm 2.17-18; até a Revolta Final contra Deus, 2Ts 2.3. Geralmente um escândalo é a parte final de um processo que começa pequeno e vai sendo aceito e desenvolvido na vida da pessoa envolvida até que vem à luz.

Alguns promovem escândalos por optarem por uma vida de pecado após estarem ao lado de Jesus. Isto é chamado de Apostasia moral.

Outros escandalizam quando preferem elaborar e propagar doutrinas heréticas, deturpações das Escrituras, que aprisionam e desviam as pessoas da verdade. Isto se chama Apostasia teológica. http://www.igrejadafamilia.org.br/  

Mas ai daquele homem por quem o escândalo vem! Mt 18.7 .’

quarta-feira, 27 de abril de 2011

METEORITO CRUZA O CÉU DE RONDONIA

Na madrugada desse sabado para o domingo, proximo passado a meia noite e meia, um meteorito foi visto pelos cidadãos da cidade de Guajara Mirim no estado de Rondonia, foi visto se aproximando, se despedaçando no céu, até se consumir e desaparecer, foi concerteza uma surpresa a todos os que viram.

O problema maior é que atraz dos pequenos, vem os grandes!

H1N1: CAMPANHA DE VACINAÇÃO IGNORA INÚMEROS CASOS DE PROBLEMAS

Novamente nosso governo está engajado em levar a vacina H1N1 ao maior número de pessoas que puder, apesar do grande risco para saúde pública.

Desta vez, a campanha pública iniciou-se em 25 de abril e vai até 24 de maio, e irá aplicar duas vacinas, uma bi-valente, contra os vírus da gripe comum, e uma monovalente, contra o H1N1, isso de acordo com uma nota da Anvisa. As vacinas destinadas aos estabelecimentos privados de vacinação devem conter as três cepas influenza em uma mesma formulação, incluindo o H1N1. Mas contrariando a nota da Anvisa, vários veículos de comunicação reportaram que a vacina a ser fornecida pela rede pública seria única e conteria as três cepas, incluindo o H1N1.

O que parece que não está sendo levado em conta é o fato de que esta vacina tríplice causou problemas em vários lugares do mundo, e em alguns casos foi até mesmo interrompida.

Nós reportamos alguns meses atrás, que na Finlândia os casos de narcolepsia aumentaram em até 300% nas crianças que receberam a vacina tríplice. Reportamos também que na Austrália a vacinação para crianças menores de 5 anos foi suspensa depois de um aumento considerável dos efeitos adversos após a vacinação. Claro que no Brasil efeitos adversos nunca seriam motivo para suspensão de vacinação, já que para os “especialistas” de nossos órgãos de saúde aos efeitos adversos são meramente concidência…

Mesmo após ter sido descoberto que a OMS alterou o critério de avaliação para pandemia e que favoreceu os laboratórios médicos, caracterizando conflito de interesses, já que muito dos membros da comissão de pandemia da OMS trabalhavam para os fabricantes de vacina, continuamos esta afronta a saúde do povo brasileiro que é a vacinação H1N1.

Não ficou muito claro na nota de 8 de março no site da Anvisa quem receberá a vacinação contra o H1N1. Na nota fala que “As vacinas pandêmicas contra a gripe A serão destinadas aos grupos de risco definidos pelo Ministério da Saúde. Já as vacinas contra gripe sazonal serão aplicadas nos idosos, como é feito todo ano.“, e a expressão “grupos de risco” é um link para o calendário de vacinação de 2010, que inclui grande parte da população. Estariam tentando trazer as pessoas para tomar a vacina contra a gripe comum e já “aproveitar” e dar a contra o H1N1? Não que eu acredite que a vacina contra a gripe traga muita (ou alguma) proteção, mas é o fato da vacina H1N1 ter seus efeitos adversos desconhecidos é que me preocupa mais. A própria Anvisa reconheceu que desconhecia os efeitos adversos da vacina contra o H1N1nesta nota, apesar de negar publicamente.

Efeitos adversos e contratos

Eu estou tentando obter junto ao Ministério da Saúde desde abril do ano passado as estatísticas sobre os efeitos adversos relacionados com a aplicação da vacina H1N1, e também informações sobre os contratos firmados com os fabricantes de vacinas. Em relação aos contratos leia este tópico para saber porque precisamos transparência. Fui ignorado em todas as esferas deste órgão corrupto e vendido que é o Ministério da Saúde e mais particularmente a Anvisa. Após um ano de várias tentativas, recebi uma resposta através da ouvidoria do ministerio da saúde na qual falavam de tudo sobre a gripe suína, MENOS O QUE EU ESTAVA PERGUNTANDO!!!!!! Entrei também com um pedido via ofício formal com um advogado fazem mais de 2 meses mas até agora também não tivemos resposta. Me sinto frustrado e removido de meus direitos de cidadão. A ouvidoria mesmo é uma grande fachada para dar ao povo impressão de transparência e acessibilidade, pura palhaçada. Mostrei algumas semanas atrás como meu pedido de esclarecimento sobre o uso do BPA no Brasil foi jogado de um lado para o outro e apenas após várias reclamações é que me responderam, evasivamente, mas pelo menos responderam. Perguntas inconvenientes não são bem-vindas!! Eu irei escrever um post específico sobre o assunto mais para frente, pois acho que merece maior esclarecimento.

Irregularidades Instituto Butantã

Vocês devem lembrar que publicamos no ano passado uma denúncia que o Butantã, que teria recebido mais de 500 milhões de reais e jamais teria fabricado uma dose sequer de vacina?

Pois então, silenciosamente, sem alarde pelo governo ou pela imprensa, em 8 de fevereiro um inquérito civil foi criado para averiguar as denúncias, mais de 8 meses após as denúncias!!!! Leia você mesmo no Diário da União a PORTARIA N 39, DE 8 DE FEVEREIRO DE 2011:

O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pela Procuradora da República signatária, no exercício de suas atribuições constitucionais e legais, com fundamento nos artigos 127 e 129, inciso III, da Constituição Federal; bem como nos artigos 5º, incisos I, alínea h, III, alínea b, e V, alíneas a e b, 6º, incisos VII, alínea b, e XIV, alínea f, e 7º, inciso I da Lei Complementar N 75/93; artigo 8º da Lei 7.347/85, na Lei 8.429/92 e demais legislação aplicável à espécie, e

CONSIDERANDO a instauração do Procedimento Preparatório N 1.34.001.006022/2010-10, a partir de representação formulada pelo Deputado Estadual e Presidente da Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, Sr. Fausto Figueira, na qual relata diversas irregularidades na gestão de recursos públicos pela Fundação Butantan, responsável pela administração do Instituto Butantan, notadamente o recebimento de mais de R$70.000.000,00 (setenta milhões de reais) dos cofres públicos, com o fim de montar uma fábrica de vacinas para gripe comum e H1N1, mas que até a presente data não iniciou efetivamente suas atividades, sendo que os funcionários contratados para trabalhar na citada fábrica foram deslocados para outros setores e as matérias-primas adquiridas, tais como ovos com embriões, descartadas;

CONSIDERANDO que, em princípio, estariam envolvidos em tais irregularidades o ex e o atual Presidente da Fundação Butantan, respetivamente, Sr. Isaías Raw e Sr. José da Silva Guedes, e o ex-Diretor do Instituto Butantan, Sr. Otávio Azevedo Mercadante;

CONSIDERANDO que os fatos acima evidenciam a existência de fortes indícios a justificar ampla apuração da destinação de verba pública significativa e a eventual responsabilização de agentes públicos e particulares que tenham concorrido para atos que resultem em enriquecimento ilícito, lesão ao erário ou afronta aos princípios constitucionais e legais que regem a Administração Pública;

Resolve:

I. Instaurar INQUÉRITO CIVIL, por conversão do Procedimento Preparatório

N 1.34.001.006022/2010-10, para promover ampla apuração dos fatos noticiados pelo representante.

II. Determinar as seguintes providências:

a. Autuação da presente Portaria e do Procedimento Preparatório

N 1.34.001.006022/2010-10, com a seguinte ementa: “SAÚDE. Instituto Butantan. Notícia de má gestão de dinheiro público. Denúncia de possíveis irregularidades na fabricação de vacina para a gripe H1N1 (“gripe suína”)”.

b. Comunicação à Egrégia 5a Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, inclusive para dar publicidade à presente Portaria (art. 7º, §2º, incisos I e II, da Resolução N 23/07 do Conselho Nacional do Ministério Público, c.c. arts. 6º e 16, § 1º, inciso I, da Resolução N 87/06 do Conselho Superior do Ministério Público Federal).

c. Designação do(s) Analista(s) Processual(ais) e do(s) Técnico(s) Administrativo(s) vinculados ao gabinete para secretariar o inquérito civil.

d. Expedição de ofício ao Departamento de Logística do Ministério da Saúde, requisitando informações sobre a situação dos convênios citados às fls. 15/16.

e. Expedição de ofício à Controladoria Regional da União no Estado de São Paulo, requisitando informações sobre a eventual existência de fiscalização dos Convênios firmados entre o Ministério da Saúde e o Instituto Butantan.
SONIA MARIA CURVELLO
Será que vai acabar em pizza? Veremos, certamente estamos de olho…

Enquanto isto, apenas algumas semanas atrás, o Butantã recebeu deferimento do registro de vacinas H1N1 e H3N1. Se ele esta sendo investigado por não ter PRODUZIDO NEM UMA DOSE SEQUER DE VACINA, como é que tem deferido o seu registro? Algo está muito errado com isto tudo!

Razões para não tomar a vacina:

Apesar de que a maioria das pessoas que lêem este blog estão cansadas de saber o porque a vacina H1N1 e perigosa, acho que nunca é demais lembrar novamente. Favor vejam este artigo com mais de 100 fontes de notícias confiáveis sobre a farsa do H1N1 e sua vacina.

Propaganda do Ministério da Saúde:
Para ouvir desligue o player da radio do blog


Campanha de vacinação contra gripe comum vai imunizar também contra gripe suína
Paula Laboissière
Repórter da Agência Brasil
Em Brasília

• Vacina contra a gripe será estendida para gestantes, menores de 2 anos e profissionais de saúde

A campanha de vacinação contra a gripe sazonal deste ano vai imunizar os grupos também contra a influenza A (H1N1), ou gripe suína. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse que a vacina muda a cada ano e tem como base os três vírus do tipo influenza que mais circularam no ano anterior.

O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, ressaltou que este ano não haverá uma campanha de vacinação específica para a imunização contra a gripe suína. Ele lembrou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou o alerta de pandemia e que os casos registrados são esporádicos.

Em 2011, além de idosos com mais de 60 anos e indígenas, gestantes, crianças maiores de 6 meses e menores de 2 anos e profissionais de saúde também vão receber a vacina contra a gripe sazonal. A campanha começa no dia 25 de abril e segue até 13 de maio. O Dia de Mobilização Nacional contra a gripe será em 30 de abril. Materia reproduzida do site http://www.fimdostempos.net/

segunda-feira, 25 de abril de 2011

H1N1: CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE DO PORCO COMEÇA NESTA SEGUNDA-FEIRA

Campanha de vacinação contra a gripe do porco começa nesta segunda-feira dia 25/04/2011 apesar da Comunidade Européia já ter condenado a falsa pandemia


A vacina protege contra os três vírus que mais circulam no Hemisfério Sul, inclusive o da influenza A (H1N1), gripe suína

Agência Brasil
25/04/2011 07:00

A campanha nacional de vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira (25). A meta é a imunização de 23,8 milhões de pessoas. Além de idosos e indígenas, crianças entre 6 meses e 2 anos de idade, grávidas e profissionais de saúde também serão vacinados. A vacina protege contra os três vírus que mais circulam no Hemisfério Sul, inclusive o da influenza A (H1N1) – gripe suína.

No caso das crianças, a vacina é aplicada em duas etapas. Na primeira vez, é aplicada meia dose. No mês seguinte, os pais devem voltar ao posto de saúde para que seja aplicada mais meia dose.

A vacina é contraindicada para quem tem alergia a ovo. Quem apresenta deficiência na produção de anticorpos, deve consultar antes um médico.

Estudos indicam que a vacina contra gripe reduz em até 45% as internações por pneumonia na população com mais de 60 anos de idade.

O Ministério da Saúde distribuiu 33 milhões de doses para Estados e municípios, a maior parte para a Região Sudeste, 14,3 milhões.

No dia 30 de abril, será o dia nacional de mobilização quando os 65 mil postos de saúde do País ficarão abertos durante todo o dia para vacinar a população. A campanha segue até o dia 13 de maio.

Indústrias farmacêuticas se preparam para explorar novo surto da gripe suína e faturar bilhões de Euros como da vez passada


As indústrias farmacêuticas estão lambendo os beiços com a possibilidade de faturar com uma possível segunda fase da epidemia de gripe suína, apesar do fato de que o primeiro surto do vírus em 2009, ter sido comprovado ser uma farsa inventada por empresas farmacêuticas em conjunto com a Organização Mundial de Saúde.

Especialistas britânicos em gripe H1N1, estão advertindo para um novo surto da gripe, pois mais de 9 milhões de crianças estarão retomando as aulas depois das férias de Natal. Até o momento já ocorreram 36 mortes na Grã-Bretanha desde outubro.

No entanto, após ampla divulgação dos perigos da vacina, aumentaram o número de pessoas nas Ilhas Britânicas que tem se recusado a tomar o antibiótico, preparem-se, pois, os estabelecimentos irão explorar esta situação com temores de uma pandemia tentando coagir a população.

A Assembléia Parlamentar do Conselho da Europa descobriu que o surto de H1N1 em 2009 foi extremamente exagerada pelas gigantes farmacêuticas usando isso como um artifício para gerar grandes lucros com a venda das perigosas e desnecessárias vacinas.

O Presidente do Conselho da Sub-comissão Européia de Saúde, Dr. Wolfgang Wodarg disse que os governos foram “ameaçados” por grupos de dentro das indústrias farmacêuticas com interesses especiais, bem como da OMS em comprar as vacinas e injetar na população sem qualquer razão científica razoável para fazê-lo.

Wodarg disse que ficou assustado quando a OMS citou os primeiros casos precocemente no México como uma ameaça e criou-se rapidamente ao status de pandemia, apesar do fato de que os casos foram relativamente leves e que o vírus não era nenhuma novidade.

Esta foi a gripe mais leve já vista, e as pessoas são inteligentes o sulficiente para descobrirem que o governo juntamente com a OMS estavam tramando – “Por que eles criaram este alarme pandêmico?”, perguntou Wodarg, observando que os intereses farmacêuticos dentro da OMS eram de criar pânico e colher dividendos financeiros.

Qualquer nova tentativa por parte das autoridades de saúde em se apressar em declarar uma emergência de surto pandêmico deve ser tratada com a máxima desconfiança dado o fato de que essas mesmas entidades foram pegos mentindo em conspirações em 2009, fabricando uma bomba do medo em torno da gripe suína, a fim de resgatarem bilhões de dólares.

''FICA A PERGUNTA: SERÁ QUE OS POLITICOS DAQUI ESTÃO GANHANDO COMISSÃO SOBRE AS VENDAS DA TAL VACINA?''

sábado, 23 de abril de 2011

JAPÃO ESTÁ SE DESFAZENDO NA ÁGUA

É a destruição de um país… Solo japonês está se desfazendo na água através de liquefação.
Desligue o player da radio do blog e assista ao video:

Matéria já publicada pela CNN e Ten News

quinta-feira, 21 de abril de 2011

GOVERNO JAPONES ANUNCIA 20 KM DE EXCLUSÃO EM TORNO DA USINA DE FUKUSHIMA

Medida que tem força de lei proíbe entrada num raio de 20 quilômetros ao redor do complexo nuclear
iG São Paulo
Foto: Reuters
Policiais bloqueiam estradas em Fukushima

O primeiro-ministro do Japão, Naoto Kan, anunciou nesta quinta-feira que a área de evacuação num raio de 20 quilômetros da usina nuclear de Fukushima agora é uma zona de entrada proibida. Até agora, o governo tinha recomendado que os moradores deixassem a região, mas não exigia isso legalmente.

A partir da meia-noite desta sexta-feira (hora local), a medida passa a ter força de lei. Assim, quem não cumprir a medida poderá responder a processo, pagar multa de até US$ 1.200 (cerca de R$ 1.800) e até passar 30 dias na prisão.

A proibição foi anunciada durante uma visita do premiê à província de Fukushima. "Decidimos designar a área como 'área de emergência', com base na lei de desastres", explicou à imprensa o secretário-chefe do gabinete, Yukio Edano. "A usina não está estabilizada e nós temos pedido aos moradores para que não entrem na área por causa do grande risco para a segurança deles".

Segundo a polícia japonesa, cerca de 60 famílias continuam vivendo na área de evacuação. As autoridades querem ter um controle maior da entrada de pessoas na região, por isso a partir de agora quem quiser voltar para buscar pertences terá de ter uma autorização especial para entrar rapidamente na zona de controle.

Crise nuclear

Os moradores próximos da usina foram instruídos a deixar suas casas após o terremoto seguido de tsunami no dia 11 de março. Os dois desastres naturais causaram uma série de problemas na usina nuclear, que perdeu o sistema de resfriamento dos reatores e materiais radioativos vazaram para o meio ambiente.

Cerca de 80 mil moradores foram retirados da região e atualmente estão abrigados em ginásios e instalações públicas.A espera para poder voltar às suas casas deverá ser longa, já que a Tokyo Electric Power (Tepco), empresa que opera a usina, calcula que serão ainda necessários cerca de três meses para reduzir a radioatividade e entre seis a nove meses para dar ter o controle total dos reatores.

Atualmente, os técnicos na usina estão se preparando para retirar água com alto nível de contaminação do subsolo das instalações e assim começar o trabalho de reparação dos sistemas de resfriamento dos reatores.

Água do mar

Também nesta quinta-feira, a Tepco disse que as substâncias radioativas liberadas no mar durante mais de seis dias são estimadas em 5 mil terabecquerels, ou seja, 20 mil vezes mais do que o limite anual permitido.

Segundo a agência Kyodo, esse material radioativo vazou com cerca de 520 toneladas de água do reator número 2. Os vazamentos foram descobertos no dia 2 de abril e só foram contidos no dia 6.

O total é bem abaixo dos 370 mil a 600 mil terabecquerels que, estima-se, foram liberados na atmosfera pela usina. Mas é 30 mil vezes mais do que a quantidade de substâncias que a Tepco despejou no mar para assegurar espaço no reservatório para colocar a água altamente contaminada.

Com BBC e EFE

quarta-feira, 20 de abril de 2011

PÁSCOA, QUAL O VERDADEIRO SIGNIFICADO?

Diz a falsa doutrina ensinada por Roma que a atual Páscoa significa a ressurreição de Cristo, infelizmente isto é mentira, pois Cristo celebrou a Páscoa na noite em que foi traido, ou seja, tres dias antes de sofrer a morte na cruz, e a ressurreição ao terceiro dia não tem nada a ver com a celebração que ele mesmo fêz na noite em que foi traido. O Mestre como bom Judeu que é, celebrava a Pascoa costumeiramente no dia 14 de Nisan conforme ordenado pelo Criador a Moisés e Arão no deserto. Errais porque não conheceis as Escrituras. (Jesus, O Cristo). ACORDA POVO DE DEUS!
Qual é a origem e significado da Páscoa? Como surgiu a idéia do coelho e ovos de chocolate? E por que na sexta-feira dizem que não se deve comer carne mas sim peixe?

A páscoa pode cair em qualquer domingo entre 22 de março e 25 de abril. Tem sido modernamente celebrada com ovos e coelhos de chocolate com muita alegria. O moderno ovo de páscoa apareceu por volta de 1828, quando a indústria de chocolate começou a desenvolver-se. Ovos gigantescos, super decorados, era a moda das décadas de 1920 e 1930. Porém, o maior ovo e o mais pesado que a história regista, ficou pronto no dia 9 de abril de 1992. É da Cidade de Vitória na Austrália. Tinha 7 metros e dez centímetros de altura e pesava 4 toneladas e 760 quilos. Mas o que é que tem a ver ovos e coelhos com a morte e ressurreição de Cristo?

A origem dos ovos e coelhos é antiga e cheia de lendas. Segundo alguns autores, os anglo-saxões teriam sido os primeiros a usar o coelho como símbolo da Páscoa. Outras fontes porém, o relacionam ao culto da fertilidade celebrado pelos babilônicos e depois transportado para o Egito. A partir do século VIII, foi introduzido nas festividades da páscoa um deus teuto-saxão, isto é, originário dos germanos e ingleses. Era um deus para representar a fertilidade e a luz. À figura do coelho juntou-se o ovo que é símbolo da própria vida. Embora aparentemente morto, o ovo contém uma vida que surge repentinamente; e este é o sentido para a Páscoa, após a morte, vem a ressurreição e a vida. A Igreja no século XVIII, adotou oficialmente o ovo como símbolo da ressurreição de Cristo. Assim foi santificado um uso originalmente pagão, e pilhas de ovos coloridos começaram a ser benzidos antes de sua distribuição aos fiéis.

Em 1215 na Alsácia, França, surgiu a lenda de que um dos coelhinhos da floresta foi o animal escolhido para levar um ninho cheio de ovos ao principezinho que esta doente. E ainda hoje se tem o hábito de presentear os amigos com ovos, na Páscoa. Não mais ovos de galinha, mas de chocolate. A idéia principal ressurreição, renovação da vida foi perdida de vista, mas os chocolates não, ele continuam sendo supostamente trazidos por um coelhinho...

O Peixe, foi símbolo adotado pelos primeiros cristãos. Em grego, a palavra peixe era um símbolo da confissão da fé, e significava: "Jesus Cristo, filho de Deus e Salvador." O costume de comer peixe na sexta-feira santa, está associado ao fato de Jesus ter repartido este alimento entre o povo faminto. Assim a tradição de não se comer carne com sangue derramado por Cristo em nosso favor.

Mas vejamos agora, qual é a verdadeira origem da Páscoa?

Não tem nada a ver com ovos nem coelhos. Sua origem remonta os tempos do Velho Testamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. A Bíblia relata o acontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo. Faraó, o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo. A décima praga porém, foi fatal : a matança dos primogênitos - o filho mais velho seria morto. Segundo as instruções Divinas, cada família hebréia, no dia 14 de Nisã, deveria sacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal, para que o mensageiro de Deus, não atingisse esta casa com a décima praga. A carne do cordeiro deveria ser comida juntamente com pão não fermentado e ervas amargas, preparando o povo para a saída do Egito. Segundo a narrativa Bíblica, à meia-noite todos os primogênitos egípcios, inclusive o primogênito do Faraó foram mortos. Então Faraó, permitiu que o povo de Israel fosse embora, com medo de que todos os egípcios fossem mortos.

Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebréia deveria observar anualmente a festa da Páscoa, palavra hebraica que significa "passagem" "passar por cima". Esta festa deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mas também a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro apontava para o sacrifício de Cristo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo.

A chamada páscoa cristã, foi estabelecida no Concílio de Nicéia, no ano de 325 de nossa era. Ao adotar a Páscoa como uma de suas festas, a Igreja Católica, inspirou-se primeiramente em motivos judaicos: a passagem pelo mar Vermelho, a viagem pelo deserto rumo a terra prometida, retirando a peregrinação ao Céu, o maná que exemplifica a Eucaristia, e muitos outros ritos, que aos poucos vão desaparecendo.

A maior parte das igreja evangélicas porém, comemora a morte e a ressurreição de Cristo através da Cerimônia da Santa Ceia. Na antiga Páscoa judaica, as famílias removiam de suas casas, todo o fermento e todo o pecado, antes da festa dos pães asmos. Da mesma forma, devem os cristãos confessar os seus pecados e deles arrepender-se, tirando o orgulho, a vaidade, inveja, rivalidades, ressentimentos, com a cerimônia do lava-pés, assim como Jesus fez com os discípulos. Jesus instituiu uma cerimônia memorial, a ceia, em substituição à comemoração festiva da páscoa. I Coríntios 11:24 a 26 relata o seguinte:

Jesus tomou o pão, "e tendo dado graças o partiu e disse: Isto é o meu corpo que á dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no Meu sangue, fazei isto todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do senhor, até que ele venha."

Vários símbolos nesta ceia merecem nossa atenção. O ato de partir o pão, indicava os sofrimentos pelos quais Cristo havia de passar em nosso favor. Alguns pensam, que a expressão "isso é o meu corpo" signifique o pão e o vinho se transformassem realmente no corpo e no sangue de Cristo. Lembremo-nos portanto, que muitas vezes Cristo se referiu a si próprio dizendo "Eu Sou a porta" (João 10:7), "Eu sou o caminho" (João 14:6) e outros exemplos mais que a Bíblia apresenta. Isto esclarece, que o pão e o vinho não fermentado, são símbolos e representam o sacrifício de Cristo. Ao cristão participar da cerimônia da ceia, ele está proclamando ao mundo sua fé no sacrifício expiatório de Cristo e em sua segunda vinda. Jesus declarou: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino de Meu Pai." ( Mateus 26:29)

Portanto, a cerimônia da Santa-Ceia, que Jesus instituiu, que veio a substituir a cerimônia da Páscoa, traz muitos significados:

1 - O Lava-Pés, significa a humilhação de Cristo. Mostra a necessidade de purificar a nossa vida. Não é a purificação dos pés, mas de todo o ser, todo o nosso coração. Reconciliação com deus, com o nosso próximo e conosco mesmo - união - não somos mais do que ninguém. O maior é aquele que serve...

2 - A Ceia significa a libertação do Pecado através do sacrifício de Cristo. Significa também estar em comunhão com ele. E sobretudo, é um antegozo dos salvos, pois Jesus disse: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino do meu Pai. (Mateus 26:29)

Conclusão:
Cuidado com as doutrinas de demonios

Advertindo a cada cristão, que tome cuidado com os costumes pagãos que tentam sempre driblar os princípios bíblicos. Não é de hoje, que se nota como os princípios bíblicos são alterados por costumes e filosofias humanas. Adoração a ídolos, a mudança do sábado para o domingo, o coelho e o chocolate, são apenas alguns exemplos das astúcias do inimigo. A Bíblia, e a Bíblia somente, deve ser única regra de nossa fé, para nos orientar, esclarecer e mostrar qual o caminho certo que nos leva a Deus e que nos apresenta os fundamentos de nossa esperança maior que é viver com Cristo e os remidos, num novo céu e numa nova terra. Devemos tomar cuidado com as crendices, tradições, fábulas, e mudanças humanas disfarçadas. Minha sugestão é examinar com oração, cuidado e com tempo as Sagradas Escrituras, para saber o que hoje é crendice ou tradição, estando atento, para saber o que realmente deus espera de cada um de nós.

Jesus foi claro "Fazei isto em memória de mim." Ele exemplificou tudo o que deve ser feito. E se queremos ser salvos, precisamos seguir o que Jesus ensina e não outras tradições ou ensinamentos. Mateus 15:9 adverte: "Em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens."

Equipe Novo Tempo

segunda-feira, 18 de abril de 2011

QUEBRADEIRA AMERICANA ESTÁ AFETANDO A ECONOMIA MUNDIAL, SERÁ O FIM DO IMPÉRIO?

Valor de mercado da Petrobras caiu hoje quase R$ 15 bi com a queda da Bolsa
Além da OGX, de Eike Batista, outra empresa que sofreu bastante com a queda da Bolsa hoje foi a Petrobras.

O valor de mercado da Petrobras caiu hoje R$ 14,6 bilhões, segundo trabalho da Economática.

De R$ 369,2 bilhões na sexta-feira passada, a Petrobras fechou o dia de hoje valendo R$ 354,6 bilhões.

A Petrobras foi a empresa que mais sofreu hoje com a queda da Bolsa. A OGX ficou em segundo lugar.
A terceira maior queda foi da Vale, cujo valor baixou de R$ 256 bilhões na sexta-feira para R$ 253,3 bilhões, uma queda de R$ 2,6 bilhões.

Em quarto ficaram a Gerdau, a JBS e a Hrt Petróleo, com perdas de R$ 800 milhões

Ibovespa cai 1,90% e tem o menor nível desde 10 de fevereiro

Rebaixamento dos EUA pela agência de risco S&P e OGX fizeram índice fechar em 65.415 pontos
AE e iG São Paulo

A semana mais curta começou mal para a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O índice Bovespa perdeu os 66 mil pontos e quase ficou abaixo dos 65 mil, seguindo a aversão ao risco do exterior.

As Bolsas no exterior reagiram em baixa ao anúncio da agência de classificação de risco S&P de rebaixar a perspectiva do rating soberano dos Estados Unidos para negativa. As ações de Petrobras, Vale, e de siderúrgicas tiveram perdas fortes, mas foi OGX ON que se destacou, ao despencar 17,25%.

O Ibovespa terminou a sessão em queda de 1,90%, aos 65.415,49 pontos, menor nível desde 10 de fevereiro passado (64.577,83 pontos). Na mínima de hoje, registrou 65.158 pontos (-2,29%) e, na máxima, os 66.706 pontos (+0,03%). No mês, o índice acumula perda de 4,62% e, no ano, de -5,61%. O giro financeiro totalizou R$ 9,944 bilhões, engordado pelo vencimento de opções, que totalizou R$ 2,45 bilhões.

Sobraram notícias ruins hoje. A China elevou novamente seu compulsório bancário, as preocupações com a solvência da Grécia voltaram a crescer e os EUA se tornaram foco de tensão, depois que a S&P decidiu reafirmar o rating AAA do país, mas reduzir a perspectiva da classificação de estável para negativa.

O índice Dow Jones perdeu 1,14%, aos 12.201,59 pontos, o S&P-500 recuou 1,10%, aos 1.305,14 pontos, e Nasdaq recuou 1,06%, aos 2.735,38 pontos. As bolsas europeias também fecharam com perdas, superiores a 2%.

No Brasil, o vencimento de opções sobre ações trouxe volatilidade na primeira metade do pregão. No período da tarde, as oscilações diminuíram um pouco, mas as perdas, não. OGX ON foi destaque de baixa ao desabar 17,25%. Os investidores não gostaram do perfil das reservas de petróleo da empresa apontadas em relatório divulgado na sexta-feira pela DeGolyer & MacNaughton (D&M).

Petrobras ON perdeu 3,98% e Petrobras PN, -3,92%. O petróleo recuou 2,31% na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), negociado a US$ 107,12 o barril. Vale ON caiu 1% e Vale PNA, -0,99%, influenciadas pelo compulsório chinês e pela expectativa com a Assembleia Geral Extraordinária (AGE), marcada para amanhã.

Alguns fatores contribuem para as perdas da OGX, segundo analistas. O primeiro foi a divulgação de relatório da DeGolyer & MacNaughton (D&M) com levantamento sobre o volume de recursos potenciais líquidos da empresa. Conforme o estudo, o volume de recursos potenciais líquidos da OGX já atinge os 10,8 bilhões de barris de óleo equivalente (boe), incremento de 58,8% em relação ao portfólio divulgado no final de 2009, de 6,8 bilhões de BOE.

O mercado não gostou, no entanto, dos números sobre os recursos contingentes. O analista da Socopa Osmar Camilo explica que havia uma expectativa de que os recursos contingentes ficassem próximos de 4 bilhões de barris. O número divulgado, no entanto, foi de 3 bilhões de barris. Operadores destacam ainda vários relatórios divulgados nesta segunda-feira por bancos de investimento e corretoras reduzindo a recomendação para os papéis da companhia. Um deles foi o BTG Pactual, que divulgou relatório rebaixando a recomendação para os papéis da OGX de compra para neutro.

Além disso, o anúncio, nesta manhã, de que a empresa poderá buscar no mercado cerca de US$ 2 bilhões para garantir seus investimentos em 2012, ajudou a pesar sobre os papéis. A informação foi dada pelo presidente da companhia, Paulo Mendonça. Segundo ele, a forma de captar estes recursos será a "mesma utilizada pela Petrobras, com a emissão de títulos".

"Mais de US$ 2 bilhões já estão nos sendo oferecidos por meio de mecanismos de financiamento à perfuração", disse. A ideia, segundo ele, não é diluir as ações da empresa. A companhia também está apostando na venda de ativos (farm-out) de até 10% de sua participação nas áreas da bacia de Campos como forma de se capitalizar para cumprir investimentos. Inicialmente a empresa estava negociando a venda de 30% desses ativos, mas reduziu a marca para 10%, depois dos bons resultados encontrados no local.

Essa notícia puxa as ações para baixo por dois motivos. O primeiro é a pressão tradicional que um anúncio de novas ações causa nos investidores: há receio de diluição de participação (mesmo com as declarações em contrário) e, ao mesmo tempo, o mercado começa a descontar as ações, para comprá-las por um preço mais baixo na oferta.

Outra pressão vem do efeito que a oferta causa no caixa da empresa. A fase de investimentos sempre significa mais saída do que entrada no fluxo de uma companhia, comprometendo lucros por algum tempo.

Além dessas pressões, o mercado de petróleo também prejudicou as ações. Segundo uma corretora baseada em Londres e que preferiu não ser identificada, o petróleo vinha subindo nos últimos pregões. Mas despenca nessa segunda-feira, após a Arábia Saudita ter dito que o mercado de óleo está sobre-ofertado.

Não se preocupem, isto é apenas o inicio da preparação do caminho para a aparição do Anti-Cristo, é mais um sinal da vinda do Senhor, Quem lê, entenda!

terça-feira, 12 de abril de 2011

ACIDENTE NUCLEAR NO JAPÃO É 100 VEZES MAIS GRAVE DO QUE O ESTIMADO

A Agência de Segurança Nuclear e Industrial do Japão, NISA, elevou para 7 o nível de gravidade do acidente nuclear da usina de Fukushima. Esta é a segunda vez na história que um acidente desse tipo é classificado ao nível máximo. A primeira vez foi em 1986, após a explosão do reator de Chernobyl, na Ucrânia.
O nível 7 é o status mais elevado na escala INES (Escala Internacional para Eventos Nucleares e Radiológicos) , que classifica como "incidentes" os níveis de 1 a 3 e como "acidentes" os níveis de 4 a 7. Os níveis consideram três áreas de impacto: as pessoas e o ambiente, as barreiras radiológicas e de controle e o nível das defesas empregadas.

Cada ponto na escala significa um evento dez vezes maior. Até 11 de abril, as autoridades japonesas classificavam o evento como de Nível 5. Assim, o incremento de 2 pontos significa que o acidente nuclear de Fukushima é 100 vezes mais danoso do que o suposto anteriormente.

De acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA), apesar do aumento na classificação ainda é muito cedo para comparar o acidente da usina de Fukushima ao de Chernobyl. Segundo a agência, a quantidade de material radioativo liberado no Japão é cerca de 10 vezes menor que o estimado em Chernobyl, além de serem acidentes com características diferentes.
Evacuação

Na prática, a elevação do grau de risco mostra que é extremamente séria a possibilidade de contaminação ao redor da usina, o que forçou as autoridades japonesas a ampliarem a zona de evacuação para 60 km na direção norte e 40 km no sentido sul, englobando agora mais cinco comunidades que deverão ser removidas.

Reator

Apesar dos níveis de radioatividade estarem caindo desde que as primeiras medidas de correção foram tomadas, não existe um relatório definitivo sobre o estado em que se encontram as varetas de urânio que alimentam o reator. No entanto, devido à grande quantidade de água que está sendo bombeada para o interior da usina, é possível inferir que as barras de absorção de nêutrons, que controlam a fissão nuclear, não estejam mais agindo, o que pode ter levado à fusão parcial das varetas de combustível nuclear.

Caso as varetas estejam fora de controle e a reação em cadeia não possa mais ser interrompida, o que parece bastante provável, não restarão aos engenheiros japoneses muitas alternativas para conter da radiação que vaza da usina há mais de 30 dias. Entre as soluções está a lacração definitiva do reator número 2, que seria recoberto com concreto, aço e chumbo a exemplo de Chernobyl ou então o contínuo bombeamento de água do mar, a fim de manter a temperatura das barras em níveis abaixo do ponto de fusão, situação que significaria perder o controle sobre o reator.

Seja como for, é quase certo que as áreas dentro do perímetro de exclusão não poderão mais ser habitadas por um longo período de tempo. Em Chernobyl, passado 35 anos desde o acidente, os níveis de radiação continuam muito acima do permitido, com 5 milhões de hectares de terras inutilizados e contaminação significativa das florestas daquela região da Ucrânia.

Artes: No topo, gráfico mostra os níveis de radiação na usina de Fukushima Daichi ao longo do tempo. Em 20 de março 2011 os níveis chegaram a 4 mil microSieverts. Em 8 de abril de 2011 os valores caíram a menos de 800 microSieverts na entrada principal da usina, número extremamente alto e letal aos seres humanos. Acima, esquema de controle de um reator nuclear e exemplificação dos possíveis danos ocorridos no interior do reator número 2 de Fukushima. Créditos: TEPCO/Apolo11.com/CNEN.

Direitos Reservados
Ao utilizar este artigo, cite a fonte usando este link:
Fonte: Apolo11 - http://www.apolo11.com/energias_alternativas.php?titulo=Japao_Acidente_nuclear_e_100_vezes_mais_grave_que_o_estimado&posic=dat_20110412-092735.inc

segunda-feira, 11 de abril de 2011

TERREMOTO DE 7,1 GRAUS SACODE DE NOVO NORDESTE DO JAPÃO

Alerta de tsunami foi emitido para toda a região do país

Dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN) mostram um forte terremoto de 7.1 graus de magnitude foi registardo na manhã desta segunda-feira, próximo à costa leste de Honshu, no Japão as 05h16 pelo horário de Brasília (11/04/2011). O tremor teve seu epicentro estimado a 10 km de profundidade, sob as coordenadas 36.91N e 140.72E, aproximadamente a 38 km a oeste de IWaki e 81 km ao sul de Fukushima.

Considerando a magnitude e a baixa profundidade em que ocorreu o evento, este tremor tem potencial suficiente para causar pesados danos e vítimas fatais caso tenha ocorrido abaixo de locais populosos.

Depois do grande teve mais cinco terremotos entre às 09h05min e 09h36min:

11/04 09:36 4.9 próximo à costa leste de Honshu, Japão
11/04 09:30 4.7 leste de Honshu (Japão)
11/04 09:17 4.8 próximo à costa leste de Honshu, Japão 
11/04 09:12 4.7 próximo à costa leste de Honshu, Japão 
11/04 09:05 4.9 leste de Honshu Japão

Importante: Esta notícia pode sofrer alterações ao longo do dia
http://www.apolo11.com/

Os cientistas sérios dizem que o que está acontecendo é incomum, mas quem está no poder em qualquer lugar do mundo diz que é normal, portanto não se preocupem, tudo vai bem, assim como dois mais dois são cinco.

sábado, 9 de abril de 2011

AS 12 VITIMAS DO MASSACRE NA ESCOLA TASSO DA SILVEIRA NO RIO DE JANEIRO


AS VITIMAS:









Que Deus possa confortar as familias dessas crianças que foram covardemente assassinadas dentro da escola.
Que a sociedade brasileira começe a pensar sobre o ocorrido, que aliás não é fato novo, isto está acontecendo demais pelo mundo afora.
O ser humano enlouqueceu, esqueceu-se de Deus, do temor ao criador, abandonaram a Igreja, e a sociedade começou a colher os frutos dos desajustes sociais.
Que Deus abençoe as familias das vitimas.
Que Deus abençoe as familias do Brasil e de todo o mundo, e que as pessoas voltem-se para Deus.
Wellington Menezes de Oliveira

''O assassino"

sexta-feira, 8 de abril de 2011

TERREMOTO DE 7,1 GRAUS ATINGE A COSTA LESTE DE HONSHU NO JAPÃO

De acordo com dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN), um terremoto de 7.1 graus de magnitude foi registrado próximo à costa leste de Honshu, no Japão. O abalo ocorreu dia 07/04/2011 às 11h32, pelo horário brasileiro e foi localizado a 49 km de profundidade, abaixo das coordenadas 38.20N e 142.00E, a 66 km a leste de Sendai e 114 km a leste de Yamagata, ambas próximas a Honshu, Japão. Ainda não há informações sobre vítimas.

Apesar da grande intensidade, sismos que ocorrem nessa profundidade tem a maior parte de sua energia dissipada antes de chegar à superfície. Mesmo assim, quando acontecem no oceano podem provocar a formação e alertas de tsunamis.

Um terremoto de 7.4 graus de magnitude libera a mesma energia que 33 bombas atômicas similares a que destruiu Hiroshima em 1945, ou a explosão de 660 mil de toneladas de TNT.

Importante: Esta notícia pode sofrer alterações ao longo do dia http://www.apolo11.com/
Japão registra vazamento de água radioativa na usina nuclear de Onagawa
Não foi detectado um aumento da radioatividade, informou a TV japonesa NHK
EFE
08/04/2011 01:48
Tóquio - A usina nuclear de Onagawa, na província de Miyagi (nordeste do Japão), registra vazamentos de água após o forte terremoto de quinta-feira, embora não tenha sido detectado um aumento da radioatividade por enquanto, informou a cadeia "NHK".

Outras duas usinas nucleares do leste japonês precisaram recorrer a geradores de emergência após perder a provisão elétrica externa pelo forte terremoto de 7,4 graus da noite de quinta-feira no litoral de Miyagi, que causou ao menos dois mortos e mais de 100 feridos.

A usina de Onagawa, muito próxima ao epicentro do terremoto, perdeu duas de suas três linhas elétricas externas, mas por enquanto está resfriando suas piscinas de combustível usado com a linha de provisão restante, informou a Agência de Segurança Nuclear do Japão.

Onagawa, que estava parada desde o devastador terremoto de 11 de março, sofreu a suspensão temporária dos sistemas de resfriamento após o terremoto de ontem, mas posteriormente os técnicos conseguiram recuperá-los.

A central de Higashidori, em Aomori, ficou sem a provisão elétrica externa após o tremor e agora está funcionando com geradores de emergência a diesel, embora no momento do sismo estivesse passando por uma revisão. Também em Aomori, a central de processamento de resíduos nucleares de Rokkasho ficou sem eletricidade e opera com geradores de emergência. Na usina de Fukushima Daiichi, afetada por graves vazamentos em consequência do terremoto e do posterior tsunami de há quase um mês, não foi detectado aumento da radiação acima do normal, segundo a agência nuclear

Forte terremoto de 6.5 graus atinge cidade de Vera Cruz, México

De acordo com dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN), um terremoto de 6.5 graus de magnitude foi registrado na cidade de Vera Cruz, no México, as 10h11, pelo horário brasileiro (07/04/2011). O forte tremor ocorreu a 167 quilômetros de profundidade, abaixo das coordenadas 17.43N e 93.97W, indicadas pelo mapa abaixo. Ainda não há informações sobre vítimas.

Apesar da forte magnitude, a grande profundidade em que ocorreu a ruptura favorece a dissipação da energia antes de chegar à superfície.

Um terremoto de 6.5 graus de magnitude libera a mesma energia que 4 bombas atômicas similares a que destruiu Hiroshima em 1945, ou a explosão de 84345 toneladas de TNT.
Importante: Esta notícia pode sofrer alterações ao longo do dia
http://www.apolo11.com/

terça-feira, 5 de abril de 2011

FREQUENCIA DE TERREMOTOS É INCOMUM, ADVERTE SISMÓLOGO CHILENO

Santiago de Chile - O reconhecido sismólogo chileno Sergio Barrientos alertou hoje aqui sobre a concentração de terremotos de excepcional magnitude em tão curto período de tempo, o que qualificou de incomum e algo que requer uma nova linha de estudos.

Barrientos fez referência ao forte terremoto de dezembro de 2004 em Sumatra, que atingiu os 9,2 graus de intensidade na escala Richter; ao do Chile, em fevereiro de 2010, com 8,8 graus e ao do Japão, da sexta-feira passada, de 9,0 graus, ocorridos todos em menos de um decênio.

Comentou que movimentos telúricos dessa natureza deveriam ocorrer a cada 25 ou 30 anos e não concentrados em pouco mais de seis ou sete anos.

Dá a impressão de que vieram agrupados. (…) Isso tem que ser estudado, destacou o diretor do Serviço Sismológico da Universidade do Chile em entrevista à rádio local.

Explicou que no caso dos três cataclismos mencionados se produz uma habitual deslocação e recolocação de placas, o que na sismologia é conhecido como subducção.

Considerou, por fim, que a inesperada sequência de tremores dará necessariamente origem a uma nova linha de estudos no tema sísmico.

O maior terremoto até o momento registrou-se no Chile em 1960, com uma magnitude de 9,5 graus na escala Richter.
rc/tpa/es

Mato Grosso pode sofrer tremor de grande intensidade
Falha geológica no norte do Estado tem provocado abalos sísmicos constantes nos últimos anos. Mato Grosso corre o risco de enfrentar um tremor de terra de intensidade suficiente para causar estragos em cidades da região norte do Estado. É o que afirma o chefe do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), Lucas Vieira Barros, especialista no estudo de tremores no Brasil.

Na região da cidade de Porto dos Gaúchos (644 quilômetros de Cuiabá) há uma falha geológica onde abalos sísmicos vêm ocorrendo com frequência nos últimos anos. Apenas no ano passado, dos 42 tremores de terra registrados no Brasil, 20 foram em Mato Grosso. Todos naquela região.

Lucas Vieira Barros é doutor em sismologia e a tese de doutorado dele foi justamente sobre a zona sísmica em Porto dos Gaúchos, que registrou o maior terremoto já observado na história do Brasil.

No dia 31 de janeiro de 1955, um abalo de magnitude 6,2 foi registrado na região de Porto dos Gaúchos. E desde 1959, explica Lucas Barros, em uma área 100 quilômetros a nordeste da Serra do Tombador, vem sendo observada uma sismicidade recorrente.

“Tanto a Serra do Tombador quanto Porto dos Gaúchos estão localizados na Bacia Fanerozóica dos Parecis, cujos sedimentos recobrem o embasamento cristalino do Cráton Amazônico. Dois sismos de magnitude 5 ocorreram em Porto dos Gaúchos, em 1998 e 2005, com intensidades VI e V, respectivamente. Esses dois choques principais foram seguidos de sequências que duraram mais de quatro anos cada”, observa o professor, ressaltando que esses abalos foram estudados por meio de equipamentos instalados pelo Observatório Sismológico naquela região.

Novos tremores

Os abalos que ocorrem na região central do país, apesar de menos intensos e frequentes do que aqueles que acontecem nos limites das placas tectônicas, podem oferecer um grande risco devido à baixa atenuação das ondas sísmicas e à dificuldade de se mapear e dimensionar suas fontes.

No Brasil, apenas dois terremotos registrados tiveram magnitude maior que 6. Um deles aconteceu na costa do Espírito Santo, em 1955, e chegou a 6,1 graus. O de Porto dos Gaúchos, em Mato Grosso, no mesmo ano, chegou a 6,2.

O doutor em sismologia afirma que aquela região no norte de Mato Grosso é propensa à ocorrência de novos tremores devido à falha geológica ali existente. Segundo ele, novos abalos sísmicos podem ocorrer a qualquer momento e assustar moradores das cidades próximas.

“Em 2000 teve um sismo, em 2008 teve outro e a terra nunca mais parou de tremer. Discuto a questão dos efeitos de possíveis terremotos de magnitude 6,2 a 6,5 em Porto dos Gaúchos”, disse Lucas Barros.

O especialista avisa que não há motivos para a população temer, mas que é necessário estar em alerta. “Não precisamos alarmar as pessoas que moram em Mato Grosso, mas não temos o direito de esconder informação”. Um abalo de magnitude 6,2 a 6,5 poderia ser sentido com intensidade em grandes cidades da região norte como Sorriso e Sinop.

Estação sismológica

Com a comprovação da grande frequência de abalos no norte de Mato Grosso, o Observatório Sismológico da UnB instalou uma estação sismológica em Porto dos Gaúchos.

No entanto, o equipamento – que custo cerca de R$ 80 mil quando instalado, em 2005 – está desativado. Lucas Barros não sabe o motivo preciso da interrupção de funcionamento da estação. Uma equipe da UnB deve vir a Mato Grosso em abril para verificar o problema e reativar a estação.

O chefe do Observatório pretende entrar em contato com a Defesa Civil estadual para fazer uma parceria com o governo do Estado na tentativa de contratar uma pessoa para cuidar da estação mato-grossense.

Ele avalia que a estação pode estar funcionando parcialmente, coletando os dados dos abalos sísmicos, mas com algum problema no link com o satélite, necessário para enviar as informações para o Obsis em Brasília.

Lucas Barros explica que a estação sismológica instalada em Mato Grosso tem condições de monitorar os sismos não apenas na região de Porto dos Gaúchos ou no Brasil, mas em todo o mundo.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

JAPÃO ESTÁ JOGANDO LIXO RADIOATIVO NO OCEANO PACIFICO

Tepco está jogando 11.500 toneladas de água radioativa no Oceano Pacifico


Empresa japonesa afirmou que nível de radiação da água, cem vezes maior que o permitido, é relativamente baixo.

EFE
04/04/2011 06:16

Tóquio - A empresa japonesa Tokyo Electric Power (Tepco) operadora da usina nuclear de Fukushima, informou que nesta segunda-feira lançara ao Oceano Pacífico até 11.500 toneladas de água radioativa procedente da central.

A Tepco disse que a concentração de radioatividade desse água é cem vezes maior que o limite legal, o que considerou relativamente baixo.

Segundo ao site do jornal "Yomiuri", 10.000 toneladas procedem de depósitos especiais da usina nuclear, enquanto outras 1.500 estavam no porão das unidades 5 e 6.

O objetivo é abrir espaço nesses lugares para poder transferir para ali a água com uma radioatividade ainda mais elevada que inunda os prédios de turbinas dos reatores 1, 2 e 3, e que dificulta seriamente os trabalhos dos operários da Tepco para esfriá-los.

Há dias acontece um vazamento de água contaminada para o mar desde Fukushima que, por seu elevado nível de radioatividade, se suspeita provém do núcleo do reator 2.

Observação: A afirmação da Tepco é ridicula, na prática eles estão se livrando do lixo radioativo e jogando no oceano que é propriedade mundial, isto é crime ambiental, crime contra a humanidade, mas tal afirmação vindo de um povo que mata baleias, golfinhos e focas é extremamente normal, de um lado eles são extremamente educados, mas por outro lado, são extremamente atrazados. Como dizem os brasileiros: Não da nada não!

domingo, 3 de abril de 2011

JAPÃO TENTA NOVA MEDIDA PARA FREAR VAZAMENTO RADIOATIVO NO MAR

Operadora da usina nuclear de Fukushima irá utilizar polímero em pó para conter evasão de água contaminada com radiação no oceano
EFE
Os técnicos da Tepco, a operadora da usina nuclear de Fukushima, planejam utilizar polímero em pó para frear um escapamento de água radioativa ao mar, após tentar sem sucesso conter esse vazamento com concreto. A evasão ocorre devido ao forte terremoto de 9 graus de magnitude que atingiu a costa nordeste do Japão no dia 11 de março, provocando um tsunami com ondas de ao menos sete metros em cidades na região norte do país.

A Tepco detectou neste sábado uma rachadura de cerca de 20 centímetros no muro de uma fossa próxima ao reator, na qual há água com elevada radioatividade (um nível de iodo 131 que excede 10 mil vezes a concentração legal) que vaza para o oceano.

Os técnicos tentaram cobrir a rachadura neste sábado com o uso de concreto na fossa, mas a contínua presença de água impediu que o material se solidificasse.

Por isso, se decidiu injetar neste domingo polímero em pó altamente absorvente nos encanamentos que conduzem à fossa, situada perto da tomada de água do reator 2 e que contém cabos elétricos, informou a agência local "Kyodo".

Os especialistas acham que a água que inunda tanto essa fossa como o porão do prédio da unidade 2 provém do núcleo do reator, dada sua elevada radioatividade.

Um porta-voz da Tepco afirmou que se comprovou que as fossas das outras unidades da usina nuclear não mostram fendas similares, ao mesmo tempo em que se revisou o estado do muro de contenção da planta na busca de outras eventuais fissuras.

E ENQUANTO ISTO NAS TERRAS TUPINIQUINS O PERIGOSO PROGRAMA NUCLEAR BRASILEIRO AVANÇA
Angra 1
Angra 1
Angra 1, esse aí até parece com o reator que explodiu em Fukushima
E ainda temos Angra 2
E ainda temos Angra 3
Afinal, desgraça tem que ser de bastante!

Angra 1 é a primeira das usinas nucleares que deu origem à Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto. Os reatores de potência são maiores e se destinam à produção de energia para a movimentação de navios, submarinos, usinas átomo-elétricas, etc. A primeira usina átomo-elétrica brasileira está situada na Praia de Itaorna, em Angra dos Reis, Rio de Janeiro. Foi a primeira usina do programa nuclear brasileiro que atualmente conta também com Angra 2 em operação, Angra 3 em construção e mais duas novas usinas a serem construídas na região Nordeste, conforme o planejamento da Empresa de Pesquisa Energética - EPE.

Angra 1 teve sua construção iniciada em 1972, tendo recebido licença para operação comercial da Comissão Nacional de Energia Nuclear - CNEN em dezembro de 1984. É uma usina tipo PWR (Pressurized Water Reactor) onde o núcleo é refrigerado por água leve, desmineralizada. Foi fornecida pela Westinghouse, e é operada pela Eletronuclear.
Tem potência de 657 MW e no ano de 2008 produziu 3.515.486 MWh (Eletronuclear).

Acordo Brasil-Alemanha


O Acordo nuclear Brasil-Alemanha foi um acordo assinado no ano de 1975 pelo Brasil e pela Alemanha, representada ainda pela empresa KWU do grupo Siemens, para a construção de oito reatores nucleares. Contudo, após décadas apenas uma usina foi construída: Angra 2. A construção da segunda, Angra 3, foi há muito esquecida, mas no final da década de 2000, após passar novamente por processos licitatórios, a construção foi reassumida pelo governo e planejada para ter seu início a partir de 2010.

Conjuntamente à construção e operação das usinas, ocorreu a transferência de tecnologia para o país, o que levou também o Brasil a um desenvolvimento tecnológico próprio, do qual resultou o domínio sobre praticamente todas as etapas de fabricação do combustível nuclear e permitiu a formação de mão-de-obra qualificada no setor. No entanto, por interferência dos Estados Unidos, não foi permitida a transferência de tecnologia alemã de enriquecimento de urânio, motivando o desenvolvimento no Brasil de um sistema próprio, que atingiu capacidade comercial de produção a partir de 2004.

PROGRAMA NUCLEAR BRASILEIRO

Apesar de possuir a sexta maior reserva mundial de urânio, o Brasil não domina o processo de enriquecimento.

O Brasil começou a desenvolver seu programa nuclear em 1967, com a criação de um grupo de trabalho integrado por representantes do Ministério das Minas e Energia, da Eletrobras e da Comissão Nacional de Energia Nuclear(Cnen). Em 1969, comprou da Westinghouse Eletric Company (EUA) seu primeiro reator nuclear. Em 1972, iniciaram-se as obras da Usina Nuclear Angra I, no município de Angra dos Reis(RJ), próximoaos pólos industriais de São Paulo e Rio de Janeiro.

Em 1974, um ano após a crise do petróleo, o governo decidiu implantar um ambicioso programa nuclear com o objetivo de desenvolver tecnologia própria e ampliar a produção para atender às necessidades das décadas seguintes. Em junho de 1975, um acordo com a então Alemanha Ocidental, definiu a aquisição de oito usinas nucleares junto com a transferência de tecnologia para o Brasil.

Atualmente há duas usinas nucleares em funcionamento: Angra I e Angra II. A primeira, inaugurada em 1981, tem apresentado problemas constantes e funcionamento intermitente, sendo por isso conhecida como usina vaga-lume;em 1998, interrompeu 11 vezes o funcionamento de seus reatores por problemas de segurança.

O projeto prevê também o funcionamento de uma terceira usina, a Angra III. Elas utilizam tecnologia ultrapassada e não têm apresentado soluções para o problema da destinação dos resíduos radioativos (problema comum às usinas nucleares de todo o mundo).

Apesar de possuir a sexta maior reserva mundial de urânio, o Brasil não domina o processo de enriquecimento (feito na Alemanha e nos Países Baixos). Outro problema é que o solo onde se localiza a usina apresenta instabilidade geológica, exigindo obras de estaqueamento (ação de colocar estacas de madeira, metal ou concreto armado para escorar ou sustentar uma obra), para sua sustentação. É interessante observar que a usina situa-se na praia de Itaorna, nome que em tupi-guarani quer dizer “pedra podre”. Fonte: Wikipedia

Observação: E sem contar que a terra no Brasil também começou a tremer em algumas regiões do país, e se chegar a acontecer um grande terremoto por aqui teremos uma tragédia sem precedentes no país. O programa nuclear brasileiro começou errado, e tudo que começa errado termina errado, além do que a energia nuclear é uma desgraça ambiental.