sábado, 29 de janeiro de 2011

VULCÃO YELLOWSTONE PODE ESTAR ACORDANDO

Parece que o planeta está revoltado em 2011, mas dessa vez agora é com o Supervulcão Yellowstone, que fica no parque Yellowstone nos EUA.

Cientistas estudam e monitoram esse supervulcão, um dos maiores do planeta, que tem sua caldeira com mais de 60km de diâmetro, a anos. Todos os anos, o solo em Yellowstone, tem uma elevação, um inchaço, devido ao Magma e pressão interna da caldeira, esse inchaço é de 5 a 7 cm por ano. (uma catástrofe anunciada a séculos).

O problema é que no dia 19/01 desse ano o Supervulcão deu uma respirada, inchou mesmo, uma grande área do parque se elevou em mais de 25cm de altura a uma velocidade surpeendente e vários lugares agora tem imensas rachaduras profundas que foram abertas por isso, inclusive na caldeira, com perda de magma por kilômetros terra a dentro. Os cientistas disseram que é um caso extraordinário de pressão vulcânica jamais visto e que não sabem se estamos lidando com uma pré-erupção.

No caso de uma explosão de um supervulcão desses… seria algo equivalente a milhões de bombas nucleares, dizem os especialistas.

Consequencias da Erupção:

Se o vulcão Yellowstone entrasse em erupção, sua erupção duraria cinco dias. Cerca de três meses após a erupção uma nuvem de poeira vulcânica cobriria o Hemisfério Norte, fazendo as temperaturas baixarem para -30ºC. Ao mesmo tempo o Hemisfério Sul teria uma estação seca que duraria tempo indeterminado e temperaturas que chegariam a 50°C.

Imediatamente após a erupção um gás mortal e venenoso, chamado piroplastic que atingiria a temperatura de 900°C, se espalharia incinerando tudo em um raio de 1900km, devastando as regiões do Kansas, Nebraska, Livingstone, etc. Partículas do gás poderiam se espalhar ainda mais longe, matando várias pessoas por envenenamento ou asfixia.

O tremor de terra resultante da erupção atingiria grau 8.9 na Escala Richter, provocando uma onda subterrânea que iria se espalhar até o oceano, causando um enorme tsunami com ondas de 55 metros que iria devastar as áreas costeiras da Europa, América Central, América do Sul, e Ásia.

Fonte: National Geographic
OUTRAS FONTES:
CNN
Dailymail
Fimdostempos.net

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

GOSMA MISTERIOSA VERDE-AMARELA CAI DOS CÉUS DE NOVA YORK

Uma gosma verde-amarela misteriosa caiu do céu e respingou em casas em Snyder, Nova York, na terça-feira.
Casas ao longo Rodovia Washington e Drive Berryman estão revestidas empingentes amarelos ou verdes. Paredes e pavimentos estão salpicados com uma substância marrom profunda bizarra.

Vizinhos disseram que a substância misteriosa apareceu no horário entre as 09:00 ea meia-noite de terça-feira.

A cor e a textura da gosma imediatamente provocou temores de ”gelo azul” - ou seja, excrementos humanos congelados que caem de aviões passando lá em cima, relatou a ABCNews.

No entanto, a FAA (Administração de Aviação Federal dos EUA) iniciou uma investigação rápida e descartou essa possibilidade.

Um porta-voz disse à ABC: “Os inspetores de normas de vôo locais investigaram a situação e determinaram que aquilo não era de uma aeronave.”

Então, o que poderia ser?

O coordenador de resíduos da cidade disse que estão olhando para isso – e já encontraram algumas teorias bastante desagradáveis.

Surgiu a especulação de que seriam dejetos de pássaros que comeram as sobras de um McDonalds. Mas especialistas em pássaros disseram que poderia ser também os dejetos de pássaros que imigram para a Europa e que estavam ali de passagem.

Mas com os engenheiros da cidade ainda estão fazendo testes, e os moradores terão, por agora, simplesmente têm que esperar um pouco mais - e talvez investir emum ou dois bons guarda-chuvas.

Fonte: http://noticias-alternativas.blogspot.com/
Fonte: Mail Online

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

AS TROMBETAS DO APOCALIPSE E AS CATÁSTROFES AMBIENTAIS

O que tem a ver as três primeiras trombetas do apocalipse com as catástrofes ambientais?


A gente que está de fora, que não viveu a catástrofe, por mais que tenta imaginar, não consegue ter ideia do desespero das pessoas naquela fatídica noite de quarta para quinta-feira (12-13/01/2011) onde bairros inteiros foram varridos do mapa. Já parou p'ra pensar? Só no município de Teresópolis segundo os últimos dados, duas mil casas foram destruídas numa noite de chuva. Tentemos imaginar a gente em uma dessas cidades nessa noite da catástrofe.

Gente, sem querer ser pessimista mas muito realista, a natureza está mudada. Hoje foi no norte do RJ amanhã vai ser na nossa cidade. Não tem como escapar. Daqui p'ra frente vamos ver catástrofes uma atrás da outra. Procure ver as fotos das cidades como era antes e depois da catástrofe. São cidades centenárias que nunca ocorreram catástrofes. TEMOS É QUE ESTARMOS PREPARADOS PORQUE A QUALQUER MOMENTO PODEMOS PARTIR DESTA PARA OUTRA.

Desligue o player da radio do blog e veja uma pequena mostra no vídeo abaixo:



A Quarta Trombeta!

G. Gueiros
Parte 1

A ciência nestes últimos anos tem colecionado dados sobre fatos que, não sendo propriamente novidade, apontam de forma enfática oara o envelhecimento da Terra. Profundas alterações no ecossistema, com sinais de desequilíbrio envolvendo o meio ambiente, têm sido apontadas pelos cientistas a governos e nações como advertência e estímulo para uma tomada de posição e compromisso no sentido de cuidar da limpeza e recuperação do planeta. Daí os projectos ecológicos para preservar florestas, oceanos, águas dos rios e clima, com vista à melhoria da qualidade de vida das populações e salvaguarda do futuro.

Para o crente, o mistério da Criação está contido num plano desconhecido pela razão humana, seguindo um processo que confirma que a terra está de facto a envelhecer.

As recentes explorações feitas pelo Pathfinder concluem que o mesmo processo de desertificação que ocorreu no planeta Marte deverá ocorrer um dia com a Terra pelo efeito estufa e da perda da camada de ozono que protege a Terra.

A visão bíblica exposta pelo profeta Jeremias (Jeremias 4:23-27) diz: “Observei a Terra, e eis que era sem forma e vazia; também os céus, e não tinham a sua luz. Observei os montes, e eis que estava tremendo; e todos os outeiros estremeciam. Observei e eis que não havia homem algum, e todas as aves do céu tinham fugido. Vi também a terra fértil era um deserto, e todas as suas cidades estavam derrubadas diante do Senhor, diante do furor da sua ira. Pois assim diz o Senhor: Toda a Terra ficará assolada; de todo, prém, não a consumirei”.

Observa-se que segundo esta profecia há um processo em andamento no sentido de um desfecho esperado, enquanto João, apóstolo e evangelista, ameniza apontando para um escape: “E vi um novo céu e uma nova terra, porque já o priemiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe” (Apocalipse 21:1).

40% dos seres vivos desapareceram nos últimos 50 anos

Em 17 de Setembro de 1970, o jornal “O Globo” publicou declarações do cientista oceanográfico Jacques Costeau – que acabara de chegar de uma viagem de pesquisa da vida submarina, tendo percorrido 2.500 Kms a bordo do seu navio oceanográfico Calipso durante 3 anos –

celebrando o feito com diversas manchetes surpreendentes, tais como: “O mar está moribundo”, “40% dos seres vivos no mar desapareceram nos últimos 50 anos”, “Mais de 1.000 espécies já foram extintas”.

A revista “Veja” registou um resumo de todas as discussões da ECO-92, realizadas em 17 de Julho no Rio de Janeiro, quando novos caminhos foram abertos para sensibilizar o mundo quanto à sua real situação, não faltando apelos e advertências veementes no sentido de preservar o meio ambiente para garantir a sobrevivência das populações.

De novo o comandante Costeau, entre outros, voltam a advertir o mundo para os perigos do crescimento asem controle das populações humanas e o impacto ecológico sobre o ecossistema planetário. Afirmou Costeau que dentro de 20 anos, com o crescimento populacional, os pescadores teriam ultrapassado em 20% o limite dos oceanos considerado como a “última fronteira” e cujos recursos estão já exauridos.

Nessa reunião, um grupo de representatividade mundial apresentou os problemas ecológicos, onde logo de início se observaram informações de impacto para quem acompanha as profecias bíblicas:

• Disseram: aqui estão reunidos os representantes da Terra;

• Enquanto o Presidente dos EUA, George Bush (Pai), nos seus 6 mins. e 50 segs. proferia o seu discurso, 1.260 pessoas nasciam no mundo e uma área do tamanho do Rio-centro tornava-se imprópria para o plantio;

• Jacques Costeau, o renomado cientista conhecedor dos oceanos e das partes selvagens do planeta, não falou da pesca indiscriminada do atum nem do Boto cor-de-rosa do Amazonas, mas disse que não há neste mundo um administrador capaz de gerir um planeta que crece nas proporções de uma China a cada 10 anos.

Algumas das conclusões a que chegaram os participantes na ECO-92, com base em pesquisa do eco-sistema mundial:

• O grande desmatamento do planeta e a queima das florestas, causando enormes danos, que se estendem à visível alteração climática, além da extinção de espécimes animais e vegetais na proporção de 80 espécimes diários;

• O efeito estufa – superaquecimento global provocado pelo enxarcamento do ar com gás carbónico;

• Contaminação das águas e redução dos seus volumes;

• A destruição da camada de ozono, que protege a Terra e seus habitantes dos raios ultravioleta, que provocam danos à agricultura de doenças graves aos homens (como melanoma – o mais agressivo cancro de pele, e perda de visão por catarata);

• As proporções ecológicas são de extremo equilíbrio, como por exemplo: para se ter 1 kg de atum são necessárias 10 toneladas de plâncton, que é o micro organismo do qual o primeiro se alimenta.

Informaram os representantes da ecologia mundial dos problemas importantes de grande repercussão na saúde do planeta, preconizando medidas para a sua contenção.

Sabemos que, além dos problemas ecológicos, há outros problemas globais por que o mundo passa, objecto dos sinais dos tempos profetizados, a ponto de haver um clamor mundial por um Organismo Internacional que responda pelos assuntos comuns a todo o planeta.

Parte 2
As trombetas

Consideremos agora a profecia bíblica.

Apocalipse 8:6 – “Então os sete anjos que tinham as sete trombetas prepararam-se para tocar”

A Primeira Trombeta – Ap 8:7 – “Foi então queimada a terça parte da Terra, e das árvores, e também toda a erva verde”.

As advertências sobre os perigos do desmatamento, com afirmações de que não haverá outra “revolução verde”, já haviam sido feitas quando Euclides da Cunha aponta em seu livro “Os Sertões” para o perigo da desertificação do Brasil. Segundo Costeau, de cada 10 árvores 8 caem vitimadas pelo extravismo comercial. Trata-se do desmatamento e da queima de florestas, já mencionados na introdução.

É totalmente desnecessário perguntar se essa trombeta já tocou.

A Segunda Trombeta – Ap. 8:9 – “e morreu a terça parte da criação que tinha vida, existente no mar”.

As manchetes da viagem de Costeau estampadas no jornal “O Globo” de 1970, e todo o trabalho da Eco-92 em sua avaliação sobre a situaçaõ caótica dos Oceanos, apresentam dados comprovadamente científicos quando confirmam o profético: “Quarenta por cento dos seres vivos do mar desapareceram nos últimos 50 anos”.

Podemos afirmar com certeza que a segunda trombeta já tocou, crendo na profecia e na veracidade da Palavra sobre a destruição da terça parte (33%) da vida existente no mar.

A Terceira Trombeta – Ap. 8:11 – “... e a terça parte das águas tornou-se em absinto, e muitos homens morreram das águas, porque tornaram-se amargas”.

CHERNOBYL (Ucrânia) – 25 de Abril de1986: acidente numa estação nuclear provocou cerca directa e indirectamente cerca de 400.000 mortos, sem contar inúmeras vítimas que até hoje sofrem de doenças várias. A região afectada (interior do círculo a tracejado) será uma área radioactiva durante os próximos 48.000 anos. Mas alguns crêem que as radiações mais perigosas terão passado dentro de 600 anos.

Há informações de que existe uma relação entre a palavra russa Chernobyl com “absinto”, termo bíblico usado no texto, entendendo que a catástrofe atómica de Chernobyl foi apenas um sinal que se tornou particularmente evidente, mas a que devem ser somados outros acontecimentos do mesmo género que ocorreram até hoje, resultando em centenas de quilómetros de terras improdutivas, além de rios poluídos e mares contaminados.

Torna-se quase necessário falar das fontes de águas que se secam, dos desvios de rios para objectivos energéticos e da poluição com toda a sujeira de esgotos e dejectos dos afluentes industriais. Além do mercúrio, que em muitos rios já ultrapassou a medida de segurança para a vida animal, sem falar de todo o tipo de agentes transmissores de epidemias diversas e doenças, algumas que levam à morte.

A conclusão da Eco-92 foi que 33% dos habitantes do planeta não têm acesso a água limpa e que a falta de água iria agravar-se consideravelmente.

Entendemos que por esses e outros dados a Terceira Trombeta já foi tocada.

A Quarta Trombeta – Ap. 8:12 – “e foi ferida a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas, para que a terça parte delas se escurecesse e a terça parte do dia não brilhasse, e semelhante a da noite”.

Os discípulos perguntaram a Jesus quando seriam estas coisas e que sinais haveria da sua vinda e Jesus responde (em Mateus cap. 24 ver. 29): “E logo depois da aflição daqueles dias o sol escurecerá, e a lua não dará o seu brilho, as estrelas cairão do céu, e as potências do céu serão abaladas”.

Literalmente, isto não aconteceu até aos dias de hoje e por certo acontecerá num momento especial que assinalará o encerramento de mais uma dispensação. Mas não se sabe nem o dia nem a hora desses acontecimentos, sendo que o preparo da parte do Senhor está já a ser providenciado através do derramamento do Espírito Santo.

Não queremos com este assunto molestar as consciências, nem temos a intenção de nos colocar na posição de profetas de catástrofes, porque bem sabemos que tudo está sob o controle de Deus, o Todo-Poderoso que, antes de agir ou condenar, providencia o Salvador, porque Ele ama todo o homem, objecto da Sua criação.

A certeza dos toques das trombetas foi assunto dos escritos de Paulo, apóstolo do Senhor Jesus, em sua primeira carta dirigida aos Coríntios, no capítulo 15, verso 52, quando adverte: “Num abrir e fechar de olhos, ante o toque da última trombeta, porque a trombeta soará”.

Nós discernimos que esse momento da última trombeta, de que fala o apóstolo, refere-se ao arrebatamento da Igreja. Ou seja, a “última trobeta”, de que Paulo fala, refere-se à Quarta Trombeta do texto de Apocalipse. As trombetas são sete, pelo que concluímos que até à Quarta a Igreja estará presente no mundo. Em seguida o Senhor Jesus vai arrebatar a sua Igreja para que ela não passe pelos juízos das demais trombetas, que se referem à Grande Tribulação (Ap. 8:13/9:1-21).

Em conclusão: o legado do pesquisador Cousteau é parte de um grande sinal visível para todos, apontando para um projecto em andamento que corrobora com a profecia bíblica sobre o envelhecimento da Terra.

A Quarta Trombeta Soará!

http://www.solascriptura.ning.com/

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

MORADORES DE NOVA FRIBURGO SENTIRAM A TERRA TREMER

A NOTICIA ESTÁ NO SITE http://www.apolo11.com/  E É BOM FICAR DE OLHO
Moradores do distrito de Boa Esperança, localizado em Nova Friburgo, informaram que diversos habitantes sentiram o chão tremer. Em entrevista ao portal R7, a moradora Melissa de Almeida, que esteve no local após o deslizamento, a sensação era como se bombas de festa junina estourassem sob o chão das casas. De acordo com Melissa, moradores relataram diversos estalos também no interior das casas.

É importante notar que não foi registrado qualquer abalo sísmico na região. Essas micro acomodações de solo são bastante comuns após grandes desmoronamentos e muitas vezes são relatadas por populações localizadas a mais de 50 km do local do evento. Normalmente, são provocados por leves ou profundas distorções no nível do solo, que precisa se deslocar para suportar gigantescas cargas de rochas e terra sobre locais que antes eram destinados a leitos de rios, túneis e galerias pluviais.

Por outro lado, não se pode descartar a hipótese de que o desmoronamento tenha induzido tensões em seções da falha geológica BR 42, por onde as cidades da região serrana estão encaixadas, mas a possibilidade de que isso tenha ocorrido é muito pequena, uma vez que apenas moradores de uma mesma localidade relataram o fato, reforçando a hipótese de ter sido um acomodamento natural do solo. http://www.apolo11.com/

sábado, 15 de janeiro de 2011

POLO MAGNÉTICO ESTÁ SE MOVENDO CERCA DE 64 KM POR ANO

Inversão dos Pólos Magnéticos: Aeroporto dos EUA está alterando as pistas por causa de mudanças no Pólo Magnético da Terra
Pólo está se movendo cerca de 64 quilômetros por ano. Mudança afeta o aeroporto de Tampa, na Flórida.
Pistas estão recebendo nova sinalização para se adaptarem às mudanças

O pólo magnético da Terra está mudando de lugar e isso é fato comprovado científicamente. O que antes ficava no extremo norte do Canadá está se movendo para algum lugar em direção à Rússia a uma velocidade de 64 quilômetros por ano.

Isso passa despercebido para a maioria dos humanos, na maioria dos lugares, mas em Tampa, na Flórida, a mudança está causando alterações nas pistas do Aeroporto Internacional.

Não, as pistas ainda não estão sendo refeitas nem o aeroporto está sendo virado para Meca. As mudanças, por enquanto, estão restritas ao trabalho de repintura das faixas e números de sinalização.

Uma a uma, as três pistas estão sendo fechadas para o trabalho por exigência do controlador aéreo dos EUA (o FAA).

Uma mudança no eixo magnético da Terra obrigou o aeroporto de Tampa, nos Estados Unidos, a fechar sua pista para reformas. A derivação do Polo Norte magnético obrigou a administração do aeroporto, que fica na Flórida, a repintar as pistas de pouso para que as informações de direção de pouso permanecessem compatíveis com o indicado pelas bússolas.

O nosso polo magnético tem se movido a uma velocidade de mais de 60 km/ano em direção à Rússia, dizem os pesquisadores. Com isto, bússolas de todo o mundo apontam para direções levemente diferentes, alterando a leitura de instrumentos que dependam de suas medidas. Além de aviões, navios e até mesmo o aplicativos para celular, como o Google Maps, e programas de Astronomia podem ser afetados pelo movimento do polo – mas nada que uma atualização não resolva.

Apesar de aviões comerciais disporem de equipamentos como GPS, que não dependem da posição exata do polo magnético, os padrões aeronáuticos ainda se baseiam na medida de bússolas convencionais. Por isto o aeroporto de Tampa será fechado e suas pistas repintadas indicando a nova direção relativa dela em relação ao polo, informa o jornal local Tampa Bay Tribune.

Fonte: Popular Science
Fonte: MSN TECNOLOGIA
Fonte: Terra

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

CPTEC HAVIA EMITIDO ALERTA DE DESLIZAMENTOS PARA A REGIÃO SERRANA

Imagens registradas pelo satélite GOES-12 entre os dias 10 e 11 de janeiro mostram que as áreas de instabilidades que atingiram a região serrana do Rio de Janeiro se formaram em velocidade bastante elevada, o que contribuiu significativamente para o enorme volume de água precipitada em pouco tempo sobre aquela região. Nas imagens é possível observar que os temporais surgem em poucas horas.

Apesar da velocidade de formação das nuvens tipo cumulonimbus (CB), vistas nas imagens de satélite em tons azul escuro e rosa pegar a todos de surpresa, a tragédia que se abateu sobre o Rio de Janeiro já havia sido prevista algumas horas antes e se tivesse sido propagada a tempo poderia ter evitado uma tragédia maior.

Um dia antes, em 10 de janeiro às 16h59, o Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos, CPTEC, havia publicado um aviso informando sobre a possibilidade de tempestades em diversas áreas da região Sudeste e no dia seguinte pela manhã emitiu alerta exatamente para a região serrana fluminense. Neste último alerta o CPTEC informava que devido às chuvas ocorridas nas últimas semanas o solo se encontrava encharcado e havia riscos de deslizamentos. Até aquele momento o Inmet, Instituto Nacional de Meteorologia, já havia contabilizado 92 milímetros de chuva somente em Nova Friburgo.

Foto: Sequência de imagens registradas pelo satélite GOES-12 mostra a rápida formação de áreas de instabilidades sobre parte da Região Sudeste. Crédito: INPE/CPTEC/DSA/NOAA/APOLO11.COM

Direitos Reservados

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

RACHADURA NA MAGNETOSFERA CAUSA TEMPESTADE MAGNÉTICA NA TERRA

Na tarde de terça-feira, 28/12/2010, os cientistas espaciais foram quase pegos de surpresa ao detectarem uma rápida tempestade geomagnética sem motivo aparente. A tempestade foi prevista com menos de duas horas de antecedência através de modelos matemáticos e provocou fortes auroras nas latitudes mais elevadas.

De acordo com os pesquisadores do Centro de Previsão de Clima Espacial dos EUA, SWPC, o fenômeno não foi causado devido às tempestades aleatórias que ocorrem na superfície solar, mas por uma rachadura que se abriu na magnetosfera da Terra e que permitiu que o vento solar penetrasse nas camadas mais elevadas da atmosfera.

A tempestade de terça-feira, 28/12/10 foi classificada como de classe G1, de pequena intensidade, e por não ter sido causada por distúrbios de forte intensidade na superfície do Sol, não provocou alterações no fluxo de raios-x registrado pelos satélites geoestacionários que medem a energia emitida pela estrela. Em outras palavras, a tempestade geomagnética não deu sinais de que iria ocorrer.

Rachaduras

Apesar de invisível, nosso planeta é cercado por uma espécie de bolha magnética chamada magnetosfera, criada pelos movimentos ocorrem na região dos núcleos da Terra. Essa bolha é fundamental para a proteção do Planeta contra as partículas emitidas pelo Sol e sem ela a vida na Terra seria praticamente impossível.

No entanto, estudos recentes mostraram que algumas vezes essa bolha desenvolve enormes rachaduras que podem permanecer abertas por horas. Quando isso acontece, as partículas solares penetram em nosso planeta e ionizam a ionosfera a 160 km de altitude, produzindo os distúrbios geomagnéticos como o ocorrido nesta terça-feira.

Os primeiros trabalhos sobre as rachaduras na magnetosfera foram realizados em 1961, por Jin Dungey, do Imperial College, no Reino Unido. As pesquisas mostraram que a anomalia podia se formar quando o campo magnético das partículas vindas do sol tinha orientação oposta a do campo magnético em algum ponto da Terra. Nessas regiões, os dois campos magnéticos podem ser interligar através de um processo chamado "reconexão magnética", criando uma trinca no escudo através do qual as partículas eletricamente carregadas do vento solar poderiam fluir.

Em 1979, o cientista Goetz Paschmann, ligado ao laboratório de física extraterrestre do Instituto Max Planck, na Alemanha, detectou as rachaduras utilizando o satélite de exploração solar ISEE (International Sun Earth Explorer). No entanto, devido à órbita o satélite permanecia pouco tempo sobre as falhas, não permitindo saber se as fendas eram temporárias ou se permaneciam estáveis por longos períodos.

As mais modernas observações começaram a ser feitas em 2003 com auxílio do satélite IMAGE, especializado no estudo da magnetosfera. De acordo com as pesquisas, diversas auroras de prótons foram registradas sobre a região do Ciclo Polar Ártico, alimentadas pelo vento solar que penetrava por rachaduras na magnetosfera. Em alguns casos essas fendas tinham o tamanho da Região Sudeste do Brasil e permaneciam abertas por mais de 9 horas ininterruptas. Outras observações mostraram rachaduras duas vezes maiores que a Terra a uma altitude de 60 mil quilômetros.

Foto: Imagem registrada às 14h41 (hora de Brasília) de 28 de dezembro de 2010 pelos satélites F17 do Departamento de Defesa dos EUA. No topo, a cena mostra intensas auroras boreais sobre o círculo polar ártico, provocadas por uma rachadura momentânea na magnetosfera terrestre. Para se ter uma ideia do brilho dessas auroras, os pontos amarelos mostrados sobre as áreas continentais causados pela iluminação das grandes cidades. Crédito: US Navy's Fleet Numerical Meteorology and Oceanography Center/Apolo11.com   

Direitos Reservados

Ao utilizar este artigo, cite a fonte usando este link:

Fonte: Apolo11 - http://www.apolo11.com/spacenews.php?titulo=Rachadura_na_magnetosfera_causa_tempestade_magnetica_na_Terra&posic=dat_20101229-075010.inc

COINCIDENCIA OU NÃO, FORTES TERREMOTOS FORAM SENTIDOS EM VÁRIOS LOCAIS À PARTIR DA CONSTATAÇÃO DA RACHADURA DA MAGNETOSFERA TERRESTRE OCORRIDA EM 28/12/10. SERIAM ATIVIDADES DO PROJETO HAARP - High Frequency Active Auroral Research Program (em português: Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência)?

Terremoto de 6.9 graus abala região das Ilhas Vanuatu, Melanésia

Dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN) mostram que um poderoso abalo sísmico de 6.4 graus de magnitude foi registrado na região das ilhas Vanuatu, na Melanésia as 15h21 pelo horário de Brasília 09/01/2011. O violento abalo teve seu epicentro estimado a 32 km de profundidade, sob as coordenadas 19.28S e 168.13E. O mapa abaixo mostra a localização do epicentro.

TERREMOTOS NO BRASIL

Terremoto de 4.0 graus é registrado a 10 km de Trombas-GO

Um terremoto de 4.0 graus de magnitude foi registrado no Brasil, a 10 km da cidade de Trombas (GO), a 11 km de profundidade.

O evento ocorreu as 09h51 do dia 09/01/2011 pelo horário de Brasília e teve seu hipocentro localizado abaixo das coordenadas 13.51S e 48.83W, a 10 km de Trombas, 17 km de Formoso (GO) e 30 km da cidade de Santa Tereza de Goiás (GO)

Terremoto de 5.0 graus é registrado a 92 km de Tarauacá-AC

Um terremoto de 5.0 graus de magnitude foi registrado no Brasil, a 92 km da cidade de Tarauacá (AC), a 576 km de profundidade.

O evento ocorreu as 20h14 pelo horário de Brasília e teve seu hipocentro localizado abaixo das coordenadas 8.55S e 71.50W, a 92 km de Tarauacá, 107 km de Jordão (AC) e 133 km da cidade de Feijó (AC)
Forte terremoto sacode Ilhas Loyalty, Nova Caledônia

Dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN) mostram que um intenso abalo sísmico que atingiu 6.3 graus de magnitude foi registrado no sudeste das ilhas Loyalty, na Nova Caledônia as 04h46 pelo horário de Brasília 05/01/2011. O violento abalo teve seu epicentro localizado sob as coordenadas 22.30S e 171.59E, a 135 km de profundidade.

Terremoto de 7,1 graus na escala Richter sacode regiões do sul do Chile

Até o momento, as autoridades não informaram se há vítimas

Um tremor de 7,1 graus de magnitude na escala Richter sacudiu neste domingo 02/01/2011, as regiões de Biobío, Araucanía e Los Rios no sul do Chile, sem que até o momento as autoridades tenham informado a existência de vítimas ou danos materiais.

O terremoto aconteceu neste domingo às 17h20 hora local (18h20 no horário de Brasília) e, segundo o Serviço Geológico dos EUA, seu epicentro se localizou sob o mar, a cerca de 96 quilômetros de Temuco, capital da Araucanía, e a 690 quilômetros de Santiago, a uma profundidade de 16,9 quilômetros.

Forte terremoto atinge Santiago del Estero, Argentina

De acordo com dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN), um terremoto de 7.0 graus de magnitude foi registrado em Santiago del Estero, na Argentina, as 07h56, pelo horário brasileiro 01/01/2011. O forte tremor ocorreu a 583 quilômetros de profundidade, abaixo das coordenadas 26.75S e 63.10W. Ainda não há informações sobre vítimas.

Forte terremoto sacode região das Ilhas Vanuatu, Melanésia

Dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN) mostram que um poderoso abalo sísmico de 6.6 graus de magnitude foi registrado na região das ilhas Vanuatu, na Melanésia as 04h54 pelo horário de Brasília 29/12/2010. O violento abalo teve seu epicentro estimado a 31 km de profundidade, sob as coordenadas 19.68S e 168.17E.

Terremoto de 6.3 graus sacode sul das ilhas Fiji, na Oceania

Dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN) mostram que um intenso abalo sísmico que atingiu 6.3 graus de magnitude foi registrado ao sul das ilhas Fiji, na Oceania as 06h34 pelo horário de Brasília 28/12/2010. O violento abalo teve seu epicentro localizado sob as coordenadas 23.37S e 179.79W, a 551 km de profundidade.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

DILMA MANDA TIRAR BIBLIA E CRUCIFIXO DO GABINETE PRESIDENCIAL

Em sua primeira semana no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff (foto) mandou tirar do seu gabinete a Bíblia e o crucifixo, o que, talvez, tenha sido a primeira vez que isso ali ocorre. Esse gesto pode ter várias interpretações, entre as quais a sinalização de que ela não aceitará em seu governo a ingerência de religiões e religiosos. O que não houve em sua campanha eleitoral, quando teve de se aproximar de líderes evangélicos e católicos para tentar convencê-los de que não vai se empenhar para a legalização do aborto. Durante o vale-tudo da campanha, evangélicos acusaram Dilma de ser ateia, o que ela nunca admitiu. Mas certeza mudou o seu senso de religiosidade, ao menos de boca para fora, para não perder parte dos votos que herdou do Lula. Em 2007, em entrevista à Folha de S.Paulo, ela afirmou ter ficado “durante muito tempo meio descrente”. Em abril de 2010, já em campanha, lembrou ter sido criada no catolicismo e que acreditava em uma força superior. “Estudei em colégio de freira. Sou católica.” Em um dos seus discursos de posse, Dilma reafirmou o compromisso com a liberdade religiosa, o que seria desnecessário dizer, porque está previsto na Constituição. A rigor, independente da crença ou descrença de Dilma, a Bíblia, o crucifixo e demais símbolos religiosos deveriam ser retirados não só do gabinete presidencial, mas de todas as repartições públicas, porque o Estado é laico. Também está na Constituição
Fonte: Correio do Estado

sábado, 8 de janeiro de 2011

MORTE DE PÁSSAROS NÃO FOI SÓ NOS ESTADOS UNIDOS

Desligue o player da radio do blog e assista ao video



Serviço tem 30 indicações de locais onde o fenômeno ocorreu recentemente

por Redação Galileu

Depois dos recentes anúncios de mortes massivas de aves e peixes, o serviço Google Maps disponibilizou uma listagem com trinta locais onde os fenômenos ocorreram e links com notícias sobre o assunto.
As mortes de pássaros não seria por causa das atividades do projeto HAARP?
High Frequency Active Auroral Research Program
Vista das instalações do HAARP, nas imediações do monte Sanford (Alasca)O projeto High Frequency Active Auroral Research Program (HAARP) (em português: Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência) é uma investigação financiada pela Força Aérea dos Estados Unidos, a Marinha e a Universidade do Alasca com o propósito oficial de "entender, simular e controlar os processos ionosféricos que poderiam mudar o funcionamento das comunicações e sistemas de vigilância".

Iniciou-se em 1993 para uma série de experimentos durante vinte anos. É similar a numerosos aquecedores ionosféricos existentes em todo mundo, e tem um grande número de instrumentos de diagnóstico com o objetivo de aperfeiçoar o conhecimento científico da dinâmica ionosférica.

Existem especulações de que o projeto HAARP seria uma arma dos Estados Unidos, capaz de controlar o clima provocando inundações e outras catástrofes. Em 1999, o Parlamento Europeu emitiu uma resolução onde afirmava que o Projeto HAARP manipulava o meio ambiente com fins militares, contestando uma avaliação do projeto por parte da Science and Technology Options Assessment (STOA), o órgão da União Europeia responsável por estudo e avaliação de novas tecnologias.[1] Em 2002, o Parlamento Russo apresentou ao presidente Vladimir Putin um relatório assinado por 90 deputados dos comitês de Relações Internacionais e de Defesa, onde alega que o Projeto HAARP é uma nova "arma geofísica", capaz de manipular a baixa atmosfera terrestre.[2] Fonte: Wikipedia

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

APÓS PASSAROS, ESTADO AMERICANO DO ARKANSAS TEM MORTE DE PEIXES

Cerca de 100 mil peixes apareceram mortos no Rio Arkansas.


Incidente não tem relação com morte de aves no dia anterior, diz governo.

As autoridades do estado americano do Arkansas estão investigando a morte de cerca de 100 mil peixes no Rio Arkansas, no oeste do estado, depois que mais de dois mil pássaros caíram mortos do céu, misteriosamente, na cidade central de Beebe.

Os peixes apareceram boiando na água em um trecho de 30 quikômetros do rio, próximo a Ozark, a mais de 200 km de Little Rock.

Segundo as autoridades, a morte dos peixes deve ter sido causada por alguma doença. Só uma espécie foi afetada.

A morte dos pássaros, segundo os especialistas, pode ter sido provocadas por estresse causado por fogos de artifício da virada do ano. Ela não tem relação com o incidente dos peixes.

Os melros morreram na sexta-feira, e os serviços de limpeza da cidade começaram no dia seguinte.

Cidade americana tem estranha chuva de pássaros negros mortos no Ano-Novo
Pássaro negro na rua Skylark, em Beebe, no Arkansas, após estranha chuva de aves mortas no Ano-Novo
Os funcionários faziam buscas em Beebe, cidade de cerca de 4.500 pessoas, para coletar por volta de 5.000 pássaros. Eles começaram a cair do céu no final da noite de Ano-Novo, e continuaram até o dia seguinte.
Agentes estaduais passaram de casa em casa neste domingo na pequena cidade de Beebe, no Arkansas (EUA), para coletar pássaros mortos, após milhares de aves negras terem misteriosamente caído do céu.

“Pode ter ligação com o clima, ou com estresse”, disse Keith Stephens, porta-voz da Comissão de Caça e Pesca do Arkansas. “Houve disparos de fogos de artifícios à meia-noite e é possível que os pássaros estivessem estressados em sua rota.

Habitantes foram surpreendidos por acontecimento insólito no primeiro dia do ano

Stephen disse que granizo ou raios dos últimos dias também podem ter feridos as aves, mas ele disse não ter visto sinais físicos de ferimento nos pássaros coletados até então. http://www.fimdostempos.net/

sábado, 1 de janeiro de 2011

POSSE DE DILMA JÁ TEM REPRESENTANTES DE 132 PAISES CONFIRMADOS

Iara Lemos Do G1, em Brasília

A cerimônia de posse da presidente eleita Dilma Rousseff no sábado (1º) será acompanhada por representantes de pelo menos 132 países. Segundo o Itamaraty, 23 países serão representados por seus chefes de Estado ou de governo, 9 por vices, 24 por chanceleres e 76 por embaixadores ou encarregados de negócios.

Nesta quinta-feira (30), o departamento de Estado dos Estados Unidos confirmou a presença da secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

Após a transmissão do cargo, que será feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma vai receber convidados para um coquetel no Palácio do Itamaraty. Os convites, emitidos pelo Itamaraty, referem-se a Dilma como “presidenta”. Durante toda a cerimônia de posse, o espaço aéreo de Brasília vai ser fechado e haverá atiradores de elite cobrindo todo o trajeto do cortejo presidencial na Esplanada dos Ministérios.

Posse neste sábado no Congresso faz de Dilma primeira mulher presidente

Ela receberá a faixa presidencial de Lula no Palácio do Planalto.

Antes, será oficialmente empossada no Congresso Nacional.

A ex-ministra Dilma Rousseff será empossada neste sábado (1º) presidente da República. Dilma será a primeira mulher a assumir o cargo. Ele receberá a faixa presidencial de seu antecessor, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, logo após assinar o termo de posse no Congresso Nacional.

Dilma vai percorrer a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em carro aberto, ao lado Paula, a filha única.

Divorciada, 63 anos, Dilma iniciou sua militância política no movimento estudantil durante a ditadura militar. Foi presa política e torturada. Ela iniciou sua vida pública no Rio Grande do Sul, onde foi secretária estadual.

No governo do presidente Lula, foi ministra de Minas e Energia e, depois, da Casa Civil, em substituição a José Dirceu, que deixou o cargo devido ao escândalo do mensalão –suposto esquema de pagamento a parlamentares em troca de apoio ao governo.

Dilma chega ao Palácio do Planalto alçada pela popularidade de Lula (Foto: Ricardo Stuckert / PR)

A cerimônia

A cerimônia de posse de Dilma vai ter início às 14h15, quando a presidente eleita inicia desfile em carro aberto – um Rolls Royce conversível – da Catedral de Brasília até o Congresso Nacional. O vice, Michel Temer, vai com a mulher num Cadillac de 1968. O percurso é todo na Esplanada dos Ministérios e deve durar 15 minutos.

Caso chova, Dilma seguirá em carro fechado. A comitiva será acompanhada por carro de imprensa, segurança e cavalaria. Ao todo, 36 agentes da Polícia Federal fazem o percurso a pé com a comitiva. A escolta de segurança será composta por muheres.