sexta-feira, 9 de setembro de 2011

GRAIL: NOVA MISSÃO LUNAR


GRAIL: Tudo pronto para nova missão lunar dos EUA


Se não houver atrasos, no próximo dia 8 de setembro os EUA iniciarão um estudo sem precedentes da estrutura da Lua. Para isso serão lançadas duas espaçonaves gêmeas que orbitarão a Lua durante 9 meses, coletando importantes dados sobre a crosta e núcleo do nosso satélite natural.



A dupla de sondas GRAIL (Gravity Recovery And Interior Laboratory) partirá de Cabo Canaveral, na Flórida, a bordo de um foguete Delta II, com duas possibilidades de lançamento. A primeira está marcada para as 09h37 BRT e a segunda às 10h16 BRT. Não foram divulgadas outras datas de lançamento caso o evento precise ser adiado.Quando em órbita lunar, as gêmeas GRAIL-A e GRAIL-B percorrerão 4.2 e 4.3 milhões de quilômetros cada uma e durante essa jornada enviarão sinais de rádio que definirão com extrema precisão a distância entre elas. O objetivo será criar um mapa altamente preciso do campo gravitacional lunar através da dilatação e contração da distância entre as sondas, provocadas por minúsculas variações regionais da gravidade.A técnica utilizada na análise gravitacional é inédita e deverá fornecer dados 100 vezes mais precisos para a região do lado visível da Lua e pelo menos 1000 vezes mais acuradas para o lado oculto.

Além disso, o estudo também permitirá aos cientistas entenderem melhor a estrutura do interior da Lua, desde a crosta até o núcleo, aumentando o conhecimento dos cientistas sobre sua evolução termal."A missão GRAIL vai desvendar não só os mistérios lunares, mas permitirá uma melhor compreensão da Terra e de outros corpos rochosos", disse a cientista Maria Zuber, principal investigadora das sondas Grail junto ao Instituto de Tecnologia de Massachussets, MIT.NovidadesEsta será a primeira vez que uma agência espacial tentará uma série de manobras complexas de duas espaçonaves robóticas fora da órbita da Terra. A tarefa é considerada bastante delicada já que a posição de inserção dentro da órbita lunar e as distâncias entre as sondas são fundamentais para o sucesso da missão.Além da intrincada operação, a missão irá proporcionar uma oportunidade única para os estudantes de ensino médio dos EUA. A bordo de uma das sondas foi instalada uma câmera operada remotamente que permitirá aos alunos fazerem fotos da Lua para serem usadas durante as aulas. A ideia partiu da primeira astronauta americana Sally Ride, que está coordenando o projeto, batizado de MoonKan.


Fotos: no topo, concepção artística mostra como será a formação da missão Grail ao redor da Lua. na sequência, vídeo institucional apresenta parte do projeto Grail. Créditos: Nasa/JPL, Apolo11.com.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário