sexta-feira, 29 de julho de 2011

COSTAS DO BRASIL E EUA PODERÃO SER DEVASTADAS POR MEGATSUNAMI

Alerta geral: 620 tremores de terra são registrados em região vulcânica das Ilhas Canárias. Costas do Brasil e EUA poderão ser devastadas por mega-tsunami.



















O Governo das Ilhas Canárias declarou que monitorou 620 tremores de terra (de baixa intensidade) na pequena ilha de El Hierro na passada semana. Estes pequenos tremores de terra foram registados entre 1 a 3 da Escala de Ritcher, a uma profundidade de 5km a 15 km.

Se houverem mais erupções vulcânicas e tremores, o flanco oeste do Cumbre Vieja, com a massa aproximada de 1.5 x1015 kg, poderia mergulhar no Atlântico. Este acontecimento poderia gerar uma onda gigantesca temendo-se a formação de um “megatsunami” com cerca de 650 a 900 metros de altura na região das ilhas. A onda poderia atravessar o Atlântico e inundar as Caraíbas, a Costa Leste da América do Norte e a América do Sul (costa brasileira).


Foi estimada que a onda percorreria a distância entre seis a nove horas atingindo a onda (49 metros) ou mais provocando a devastação nas linhas costeiras. O modelo estudado previu que a onda inundaria 25 km terra adentro – dependendo claro da topografia. Leia mais: O Ministro da Economia, Finanças e Proteção Civil das Canárias convocou pela primeira vez o Comité de Avaliação Vulcânica, atento o risco de aumento da atividade sísmica e vulcânica.


Foi elaborado em Tenerife, um plano de emergência no passado dia 17 de Julho. Para já Segundo a National Geographic Institute (IGN) e o Volcanological Institute of the Canary Islands, a situação é de total normalidade, tendo sido efectuados diversos pedidos de calma e serenidade, encontrando-se activados todos os mecanismos de protecção civil, de acordo com o Plano.El Hierro é uma pequena ilha com 278,5 km2 island, que se encontra situada no extreme Sudoeste das Canárias. A ilha foi formada depois de três erupções vulcânicas e consequente acumulação de rochas de origem vulcânica (pirroplastos e basaltos eruptivos). Esta ilha de origem vulcânica emergiu do oceano impondo na paisagem uma espécie de pirâmide triangular coroada por um vulcão (Cumbro Vieja), com mais de 2.000 metros de altitude.

A actividade vulcânica, principalmente a convergência de três placas, resulta na contínua expansão da ilha. Há cerca de 50.000 anos atrás, na sequência de tremores de terra devastadores, que produziram massivos “landslides” (afundamentos de terra), uma grande parte da ilha quebrou, esmagando-se no oceano, tendo-se afundado debaixo da crusta terrestre.Esse afundamento (landslide) com mais de 300km3 constituiu o impressionante anfiteatro natural que dá pelo nome do Vale do El Golfo, causando ao mesmo tempo um tsunami com ondas com mais de 100 metros de altura que varreram a costa provavelmente a costa americana.El Hierro localiza-se a sul da Isla de La Palma, com 86.000 habitantes, actualmente muito mais activa vulcanicamente que qualquer outra ilha das Canárias. Há cerca de meio milhão de anos, o vulcão, Taburiente, também fez das dele, colapsou num gigantesco landslide, formando a Caldera de Taburiente. Desde a ocupação espanhola foram já registadas sete erupções vulcânicas.

No programa da BBC Horizon exibido a 12 de Outubro de 2000, dois geólogos (Day e McGuire) levantaram a hipótese que durante uma futura erupção, o flanco oeste do Cumbre Vieja, com a massa aproximada de 1.5 x1015 kg, poderia mergulhar no Atlântico. Este acontecimento poderia gerar uma onda gigantesca temendo-se a formação de um “megatsunami” com cerca de 650 a 900 metros de altura na região das ilhas. 

A onda poderia atravessar o Atlântico e inundar as Caraíbas, a Costa Leste da América do Norte e a América do Sul. Foi estimada que a onda percorreria a distância entre seis a nove horas atingindo a onda (49 metros) ou mais provocando a devastação nas linhas costeiras. O modelo estudado previu que a onda inundaria 25 km terra adentro – dependendo claro está da topografia.
Fonte: http://kafekultura.blogspot.com/2011/07/620-tremores-de-terra-registados-em-el.html 

Nenhum comentário:

Postar um comentário