quinta-feira, 29 de abril de 2010

TERREMOTO ATINGE A AUSTRÁLIA E TRAZ SURPRESAS

Será Que São proezas do Projeto HAARP
Tagged com: Nova Ordem Mundial
Em janeiro desse ano, três imagens muito estranhas foram captadas pelo Australian Bureau of Meteorology – BoM. As anomalias, como vemos abaixo, apresentam um padrão circular, e posteriormente foram retiradas do site do governo australiano.
E no dia 20 de abril Último, Um terremoto de 5,3 graus Ocorreu Perto de Perth, lado oeste da Austrália. A foto segue abaixo:
O terremoto Ocorreu NA LOCALIZAÇÃO Exata em vista da anomalia 15 de janeiro
Acontece que o terremoto ocorreu na mesma região que os satélites detectaram a primeira anomalia, em 15/01/10. Fica a pergunta no ar: o terremoto ocorrido faz parte da história da anomalia, ou seria ele próprio A história?
É interessante notar que as outras anomalias, ocorridas na costa leste, também estavam situadas em áreas sísmicas muito ativas. Na semana passada, as autoridades australianas informaram que estão preparando a evacuação de milhares de pessoas caso o vulcão Gaua, situado em Vanuatu, no nordeste da Austrália, se torne perigoso.
E agora, Vejam só O que foi detectado Na região do Vulcão:
Anomalia BoM Pelo rubi vista, Junto AO Vulcão Ativo Guaú.
Também Coincidência??

quarta-feira, 28 de abril de 2010

OBITUARIO DA VACINA H1N1 NO BRASIL CONTINUA AUMENTANDO

O Ministério da Saúde do Brasil garante: A vacina contra a gripe suina H1N1 é boa.
Segundo o site www.theflucase.com , O silêncio da mídia sôbre mortes causadas por vacina é por causa de contratos com os fabricantes, e Segundo o Dr. Eric Beeth, o contrato secreto com a GSK – Glaxo Smith Kline obriga os governos ao silencio.

Tanque Novo: Criança morre após tomar vacina H1N1

10th/abr/2010 . 12:31 am
por Paulo Nunes.

Uma criança de oito meses, do município de Tanque Novo, portadora de síndrome de down, veio a óbito nesta quarta-feira, (07), no Hospital Regional de Guanambi, depois de tomar a vacina H1N1.

De acordo com as informações colhidas junto a família pela 30ª Dires, a criança quatro horas depois de tomar a vacina naquela cidade começou a apresentar um quadro febril e dispnéia e durante três dias foi medicada em casa pelos pais. No último domingo, a criança foi levada ao hospital daquela cidade onde foi atendida e liberada em seguida. Sem melhora, retornou na segunda-feira e somente na terça-feira foi transferida para Guanambi.

A criança chegou por volta das 22 horas, já em estado grave, com insuficiência respiratória aguda, febre, dispnéia, tendo sido medicada. Contudo, o quadro se agravou e por volta das 15:40h desta quarta-feira ela veio a óbito.

Para a coordenadora do Programa de Imunização da 30ª Dires, em Guanambi, Marcia Luzia, que concedeu entrevista ao repórter Bonny Silva, da Radio Cultura de Guanambi, a morte desta criança causou-lhe surpresa. Ela disse não acreditar que a causa da morte tenha sido provocada pela vacina H1N1.

O caso já foi comunicado a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) e já está sendo investigado.

Por Farol da Cidade

Ministério investiga morte após vacina contra gripe A
''Desligue o player da radio do blog e assista ao video''

SEG, 12 DE ABRIL DE 2010 11:38 EDSON FONSECA

Rapaz foi imunizado em Londrina e em seguida teve febre alta e vômitos

A morte de um homem de 26 anos no Hospital da Zona Universitário de Londrina, na noite de sábado (10), está sendo investigada pela Secretaria Municipal de Saúde. Marcelo Geraldo da Silva tomou a vacina contra a gripe A na segunda-feira (5) e horas depois começou a se sentir mal, com febre alta e vômito.

O jovem procurou atendimento da Unidade de Saúde do bairro no dia seguinte, e foi orientado a tomar Tamiflu, o antiviral contra a gripe A. A suspeita é a de que ele já estivesse contraído a doença quando recebeu a vacina.

Na quinta-feira (8), o paciente foi internado, no período da tarde, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário. No sábado à noite, pouco após as 22 horas, ele morreu.

O atestado de óbito, segundo familiares, aponta "suspeita de gripe A H1N1". Exames de laboratório a que ele foi submetido na terça-feira deverão ter os resultados divulgados em 15 dias, quando se poderá saber se o rapaz estava ou não contaminado pelo vírus H1N1.

O Secretário de Saúde, Agajan Der Bedrossian, descarta qualquer possibilidade de a vacina transmitir a doença ao paciente. Não há risco, segundo ele, porque o vírus inoculado é "morto". A única contraindicação que as autoridades de saúde têm apontado para quem vai tomar a vacina é direcionada às pessoas que tem alergia a ovo - e que não podem tomar nenhuma vacina contra a gripe, inclusive a comum.

"A vacina é confiável (só basta você não morrer)(o grifo é meu) É dada em gestantes, em bebês. Vamos esperar os resultados dos exames para uma análise precisa", disse o secretário.

O Paraná registra somente este ano 373 casos confirmados de gripe A. Vale lembrar que o período não é o mais propício à proliferação do vírus H1N1, o que deverá acontecer com mais frequência no inverno.

Desde o início da epidemia, em abril de 2009, foram confirmados 63 mil casos de gripe A no Estado. Destes, 294 doentes tiveram complicações e morreram.

As regiões com maior número de casos confirmados são Curitiba e região (15.577) Londrina (9.689), Maringá (7.848), Cascavel (4.575), Cornélio Procópio (3.699), Pato Branco (3.553) e Francisco Beltrão (3.457).

Site Londrix

Itaituba - Em Fordlândia, sudoeste do Pará, foi registrada a morte de um bebê, de apenas 1 ano e 4 meses, após a aplicação da Vacina contra o vírus H1N1.

Na última terça-feira (23), o menino recebeu a primeira dose da vacina e horas depois começou a passar mal. De acordo com informações a criança já estaria com febre antes de tomar a medicação.

De volta ao posto de saúde o bebê foi medicado com antialérgico, porém o estado de saúde se agravou ainda mais. A criança foi levada de barco para Itaituba mais faleceu durante a viagem.


GAZETA DE ALAGOAS
20 de abril de 2010
Menina morre após tomar vacina
Pais acreditam que imunização causou morte, mas infectologista diz que óbito seria “praticamente impossível”
MARCOS RODRIGUES - Repórter

A adolescente Joany Acioli Barbosa, 12 anos, morreu na última quinta-feira (15) após apresentar um quadro de febre alta e hemorragia interna. Os pais da menina, Jair Barbosa, 39, e Maria Neilz Acioli Barbosa dos Santos, 45, dizem que a morte foi causada pela vacina contra a Gripe A. Mas o infectologista ouvido pela Gazeta, professor Fernando Maia, afirma que os sintomas relatados não parecem com um quadro de reação à vacina e faz um alerta: “Quem tem ou teve problema de pulmão tem sim que se vacinar”.

Joany foi vacinada porque ainda bebê teve pneumonia e desde então fazia exames periódicos para avaliar os pulmões. “Além disso, às vezes ela apresentava um quadro de cansaço”, contam os pais da garota. Por esta razão, mesmo sem fazer parte dos grupos de risco, a adolescente tomou a vacina em um Posto de Saúde na Forene. Mas, de acordo com os pais, após um dia de imunizada, ela começou a sentir dores pelo corpo. Os sintomas teriam evoluído para febre alta e hemorragia interna, levando a menina à morte.

H1N1: OMS DEU A CARA A TAPAS E PEDIU DESCULPAS PELA MÁ GERÊNCIA DA SUPOSTA PANDEMIA

OMS admite falha na gerência da 1ª Pandemia do Século 
 Já era hora
A Organização Mundial de Saúde, maior responsável pela administração da pandemia de H1N1 no mundo, deu a cara a tapas e pediu desculpas pela má gerência no caso.

Diversas agências de notícias informaram tal acontecimento e até algumas poucas de massa também o fizeram, com menor impacto, menor visibilidade.

Leia, a Reuters deu a notícia assim:

“GENEBRA (Reuters) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu na segunda-feira ter falhado ao lidar com a pandemia da gripe H1N1, incluindo o fato de não ter comunicado as incertezas sobre o novo vírus à medida em que ele se disseminava pelo mundo.”

Aqui, a agência EFE:

“A gestão da OMS com esta pandemia foi questionada o que gerou acusação de ter motivado pânico desnecessário que levou aos Governos a fazer uma despesa excessiva em vacinas que não foram utilizadas.” e segue: “Perguntado sobre se se levou em conta o critério de gravidade na decisão de declarar a pandemia, Makenzie respondeu que as Regulações Sanitárias Internacionais, aprovadas pela Assembleia Geral da OMS, não consideram este aspecto como detonante para estabelecer uma pandemia, por isso que o grupo se limitou a seguir o procedimento.”

Segundo o jornal CTV, Keiji Fukuda, um dos peritos da OMS, afirmou que o sistema da agência de seis fases para declarar uma pandemia – avalia a dispersão geográfica do vírus da gripe, não a sua gravidade.

Claro! Não era tão perigoso, alias, não é, mas para a indústria farmacêutica valia apena disseminar o medo, o pânico, para lucrar mais e mais.

Resta saber agora quando é que no Brasil nosso governo, e principalmente o Poder Judiciário se pronunciará a respeito destas novas informações já que alguns países já começaram a devolver vacinas e cancelar suas campanhas de vacinação em massa.

Ressalte-se que apesar disso, a OMS afirma que não pode agora diminuir o grau da pandemia, que atulamente está no alerta máximo (nível 06) pois, segundo as próprias palavras de Mackenzi, o presidente do Comitê de Emergência da OMS “Não se pode mudar de critério no meio do caminho.”

Sei, não se pode, então porque fizeram isso 03 vezes?

Enfim, seja como for, nossa luta ajudou a desmantelar mais este esquema de corrupção.

Veja aqui diversas notícias sobre o equívoco da OMSwww.google.com.br/newomspandemiaalertafalsoh1n1culpas   


FONTE Reuters, agência EFE e Jornal CTV, http://www.fimdostempos.net/

segunda-feira, 26 de abril de 2010

SINAIS NO SOL

Objetos gigantes do tamanho da Terra são fotografados por satélites em volta da corona solar



No dia 18 a 21 do mês de janeiro foram fotografados estranhos objetos em torno da corona solar e suas imagens foram disponibilizadas por três satélites diferentes, incluindo o GOES-14.

Resolvi publicar porque as explicações até o momento não são claras e as duvidas vão permanecer do que seriam estes objetos.

Alguns levantaram hipóteses como massas de ferro ionizante, as quais depois de comprimidas na imagem surgem como esferas, mas que não considerei muito plausível, mas fica a duvida para cada um pensar o que serão estes objetos.

Se é um planetóide, ou outro objeto do espaço, jamais saberemos com certeza, apenas que vendo a imagem percebe-se que seria de um tamanho considerável, possivelmente bem maior que o nosso Planeta Terra.

Por Atama Moriya

domingo, 25 de abril de 2010

AUSTRALIA SUSPENDE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE SUINA H1NI PARA CRIANÇAS MENORES DE 5 ANOS

Mais de 60 crianças no estado australiano da Australia Ocidental (WA) podem ter tido reações adversas à vacina da gripe, informou o departamento do estado de saúde, sendo que uma está em estado crítico.

O ministro da Saúde do WA, Kim Hames, anunciou nesta quinta-feira que a vacinação para crianças menores de cinco anos de idade seria interrompida após uma série de reações à vacina contra a vacina de três cepas, que inclui a da gripe suína.

O médico-chefe oficial da Austrália, Jim Bishop, informou na sexta-feira para os profissionais de saúde em todo o país que estes devem parar imediatamente a imunização de crianças menores de cinco anos, por precaução.

O chefe do Departamento de Saúde de saúde de WA, Dr. Tarun Weeramanthri, disse que um número maior do que o esperado das reações à vacina, que é oferecida gratuitamente pelo governo estadual para as crianças menores de cinco anos, havia sido relatado.

O hospital infantial Princess Margaret’s (PMH) relatou 44 crianças com menos de 10 que apresentaram com convulsões febris, dos quais 23 foram relacionados à vacina pediátrica da gripe.

Das 23 crianças, 12 foram internadas no hospital.

A média de idade das crianças que tiveram reações à vacina foi de cerca de dois anos, mas as crianças com idades entre cinco e 10 também apresentaram febre e convulsões.

Dr Weeramanthri disse mais 40 crianças com menos de 10 anos haviam sido levados para outros hospitais do estado com convulsões febris, e uma averiguação estava sendo feita para avaliar se havia ligação com a vacina.

“O Conselho de médicos do estado de WA disse que um quadro clínico consistente está sendo observado, com febre e vômitos no prazo de seis horas e, certamente, no prazo de 12 horas após a vacinação,” disse ele.

O departamento de saúde de WA está trabalhando com outros estados e territórios para compilar os dados, mas não houve relatos de um aumento de reações à vacina em outros estados. “É importante para obter uma estimativa de quantos foram vacinados e quantas crianças que potencialmente tiveram reações”, Dr Weeramanthri disse.

“O departamento e a Administração de Medicamentos (TGA) informaram que existe uma suspeita inicial sobre o que eles acham que foi a causa do aumento de reações“, disse o Dr. Weeramanthri.

“A TGA está trabalhando com os fabricantes em duas linhas de investigação“, disse: “Uma delas é o de dados de todo o país sobre onde nós estamos recebendo todos os sinais de aumento de reações e quais os lotes relacionados”.

“O segundo é realmente testar diretamente os lotes detidos pelos diversos fabricantes, para todas as impurezas.”

“Portanto, se esta é uma questão sobre a combinação de antígenos … desta vacina, que tem três partes, em comparação com uma única vacina, é algo que a TGA está averiguando“, Dr. Weeramanthri disse.

“Essa é a primeira vez que o antigeno específico foi incluído, mas é preciso lembrar que as cepas de gripe mudam regularmente e entao há mudanças regulares na formulação da vacina da gripe.”

“O departamento de saúde de WA respondeu adequadamente à reação e em tempo hábil”, disse o Dr. Weeramanthri.

“Assim que tivermos informações dos médicos, em especial no hospital PMH esta semana em que eles estavam preocupados pois estavam vendo algo mais do que aquilo que normalmente vemos, e as pessoas têm de entender que existe uma incidência normal de reação febril após a vacinação em crianças.”

“Uma vez que tivemos informações agimos com a brevidade que podíamos.”

O chefe de investigacao clinica do Centro Nacional de Pesquisa de Imunização, o Professor Robert Booy, disse que a experiência era que as crianças ao redor da Austrália demonstraram boa tolerância para a vacina.

Dr. Weeramanthri disse que estava esperançoso de um programa de vacinação segura poderá ser concedido uma vez que a segurança da vacina possa ser garantida.

Fontes:
Perth Now: Free flu vaccines suspended for children under five
Brisbane Times: Don’t give children flu jab: chief medical officer

quinta-feira, 22 de abril de 2010

CRISTO VOLTARÁ E A SUA IGREJA ARREBATARÁ

Programa mexicano mostra as esferas gigantes e misteriosas em torno do sol, eu não sei até que ponto isto é verídico, mas que é estranho é, lembrem-se a Igreja não faz alusões a OVNI, desliguem o player da radio do blog e assistam ao vídeo, ele é muito intrigante.


Esse é apenas um dos vídeos sobre as esferas em torno do sol, uns dizem ter o tamanho da terra, outros o tamanho da lua, um mistério a mais que sai na TV mexicana, mas não sai na TV brasileira, e se sair eles vão dar uma explicação se é mito ou realidade como de costume.

Lucas 21:25-26

25 E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas;


26 homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados.

FOMES

PESTES

TERREMOTOS

De coração eu gostaria de mandar um recado aos pastores que pregam o reino de Deus na terra através da teologia da prosperidade e outros absurdos que estamos vendo. Acordem pois voces serão os responsáveis pelas vidas que se perderão na volta de Yeshua, o Cristo, deixem de pregar a mentira e aprendam a andar nos passos do Mestre, o sangue do povo é de responsabilidade dos Ministros da Palavra de Deus. É hora da Igreja começar a despertar antes que seja tarde demais.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

H1N1 - VACINAÇÃO FORÇADA NO ESTADO DO PARANÁ

Desligue o player da radio do blog e assista ao video

H1N1 GRIPE SUINA: EUROPEUS QUEREM INVESTIGAR ALERTA FALSO DE PANDEMIA

Großansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Milhões de vacinas excedentes estão à venda na Alemanha e França. Deputados das maiores bancadas do Parlamento Europeu exigem a instauração de uma comissão de inquérito para investigar tratamento dado à gripe suína. Governo alemão admite subsídio milionário à indústria farmacêutica.

O alerta de uma possível pandemia levou diversos Estados-membros da União Europeia (UE) a gastar "uma enorme quantidade de dinheiro" com a vacinação em massa, alegou a francesa Michèle Rivasi, deputada dos verdes europeus. Além disso, muitos seres humanos teriam sido usados como "cobaias" de vacinas que não foram testadas suficientemente, acrescentou.

Diversos deputados europeus propõem agora a instalação de uma comissão de inquérito, para investigar se conflitos de interesse podem ter levado ao alerta de risco de pandemia. Nesse contexto, deverão ser esclarecidas possíveis ligações entre especialistas da UE e a indústria farmacêutica.

Críticas à OMS

Até agora, 14 deputados apoiaram a criação da comissão de inquérito, entre eles democrata-cristãos, social-democratas, liberais, esquerdistas e verdes. Nas próximas duas semanas, eles pretendem reunir as 183 assinaturas necessárias. Em seguida, a sugestão deverá ser apreciada pelos líderes das bancadas.

No Parlamento Europeu, especialistas e membros da assembleia parlamentar teceram, no final de janeiro, duras críticas à Organização Mundial da Saúde (OMS). Eles acusam o órgão de ter se precipitado ao declarar a gripe suína como pandemia.

Doses excedentes
Bildunterschrift: Großansicht des Bildes mit der Bildunterschrift: Além dos lucros, fabricantes de vacinas receberam subvenções

Os estados alemães haviam encomendado, em princípio, 50 milhões de doses da vacina. Em janeiro, eles entraram em acordo com a companhia farmacêutica Glaxo Smith Kline (GSK) com vista a uma redução da remessa para 34 milhões de doses. Como esse número ainda é maior do que o necessário, a Alemanha tenta agora vender o excedente a outros países.

Na França, foram encomendadas 80 milhões de doses, das quais somente uma pequena parte foi utilizada. Paris também procura compradores para as doses excedentes.

Subvenções para indústria farmacêutica

Respondendo a uma solicitação do Partido Verde alemão, o Parlamento em Berlim divulgou que os fabricantes de vacinas contra gripe suína receberam subsídios milionários do governo alemão: para desenvolver e preparar vacinas contra uma pandemia de gripe, as empresas Glaxo Smith Kline e Novartis receberam subvenções da ordem de 20 milhões de euros.

Segundo o governo alemão, a decisão dos subsídios foi tomada "no contexto das negociações contratuais". Quanto à pergunta por que não houve licitação pública na distribuição das subvenções, o governo em Berlim explicou que a aprovação de subsídios federais não está sujeita à lei de licitações na Alemanha.

O governo alemão informou que as subvenções foram precedidas de um processo de demonstração de interesse, no qual estavam incluídos os oito principais fabricantes de vacinas europeus. O governo em Berlim disse não ver motivo para objeções aos contratos fechados com GlaxoSmith Kline e Novartis.
Principalmente devido à venda da vacina Relenza contra a gripe suína, Glaxo Smith Kline, a segunda maior empresa farmacêutica do mundo, aumentou seu lucro em 20%, para mais de 6 bilhões de euros no ano passado.

CA/afp/apn
Revisão: Roselaine Wandscheer




VIVA O BRASIL!

terça-feira, 20 de abril de 2010

MENINA CROATA VOLTA DO COMA FALANDO ALEMÃO

Existem mais mistérios entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia
 (eu li isso em algum lugar)
Photo: GETTY IMAGES
Adolescente não consegue pronunciar uma única palavra na língua materna

A invulgar história de uma adolescente croata de 13 anos está a causar espanto na comunidade médica. A menina acordou de um coma de 24 horas, a falar alemão fluentemente, mas incapaz de pronunciar uma única palavra em seu idioma nativo, avança o «Telegraph».

A adolescente da cidade croata de Knin aprendeu a falar alemão na escola e apesar de ler livros na língua estrangeira, não comunicava de forma fluente, revelam os pais espantados com a transformação da filha.

Surpresa ficou também a equipa médica da jovem, que ainda não tem qualquer explicação científica para o insólito caso.

No entanto, de acordo com o psiquiatra Mijo Milas, esta não é uma situação única no mundo:

«Há relatos de casos de pessoas que estavam gravemente doentes, algumas em coma, e que acordaram a falar fluentemente noutras línguas - por vezes até mesmo línguas bíblicas, como as faladas na Babilónia ou no Egipto», revelou o clínico croata. Fonte: Telegraphy/Genizah

quinta-feira, 15 de abril de 2010

H1N1 QUEM SERÁ QUE ESTÁ MENTINDO?

Ministro José Gomes Temporão disse que todas as informações que circulam na internet contra a gripe suina são mentirosas, só a fala dele é a verdadeira.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse na sexta-feira (9) que o "Dia D" para a vacinação contra a gripe A (H1N1), conhecida popularmente como suína, que aconteceu no sábado (10) tem a função de mostrar que o produto é seguro, apesar de boatos na internet dizerem o contrário – ele classificou esse tipo de "lenda urbana" como um "disparate". Amanhã, 36 mil postos de vacinação em todo o país estarão abertos para permitir que as pessoas ainda não imunizadas possam tomar a dose – até agora, apenas 23% do público-alvo recebeu a vacina.

– O Dia D tem dupla função, quem ainda não tomou pode tomar e também para mostrar que esta vacina é segura.

De acordo com o Temporão, o ministério tem conhecimento de mensagens que circulam na internet e que dizem que a vacina não é segura.

– Essas lendas urbanas são disparates e mostram profunda ignorância. Pessoas que tem acesso a este tipo de informação que circula na internet não podem acreditar nesse tipo de mensagem e deixar de acreditar na autoridade sanitária e no seu médico. Essa vacina é produzida exatamente como a da gripe sazonal. Tanto é que eu estou levando meus quatro filhos amanhã para tomar vacina. Apenas as pessoas que têm alergia a ovo não podem tomar.

De acordo com o ministro, até agora nenhuma reação que não seja a local foi registrada. (já teve até morte no Pará dentre outras noticias no Brasil e no mundo, mas como só a fala dele é verdadeira é melhor ficar quieto)

O Conselho da Europa elogiou a ministra da Saúde da Polônia Ewa Kopacz por sua estratégia contra o vírus da gripe suína.

O Comitê de Assuntos Sociais, de Saúde e da Família disse que a decisão do Ministério da Saúde para não ordenar as vacinas contra H1N1 estava correta, apesar da pressão das companhias farmacêuticas e organizações de saúde.
Ewa Kopacz (na foto), foi a Paris para explicar a resposta de seu governo para com o vírus da gripe, para a qual a Organização Mundial da Saúde previu (erroneamente) que faria explodir uma grande pandemia em toda a Europa. Ewa disse que a Polônia havia considerado comprar uma vacina anti-gripal, mas os termos propostos pelas empresas farmacêuticas eram inaceitáveis.

A ministra da Saúde da Polónia disse que, graças à estratégia de contra a gripe suína adotada na Polónia, menos casos fatais do vírus foram relatados e que o vírus era menos virulento do que em outros países.

Paul Flynn, que escreveu o relatório do Conselho da Europa, chamou a decisão “um ato de coragem” e salientou que outros países gastaram milhões de euros em vacinas.

O primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, disse que seu governo não vai comprar vacinas para a gripe suína que não tenham sido devidamente testadas, ou de produtores que não assumirem a responsabilidade por possíveis efeitos colaterais.

Tusk disse a repórteres sexta-feira que os produtores de vacina estavam pressionando os governos a comprarem, mas também exigindo que toda a responsabilidade e compensação por possíveis efeitos colaterais recaissem sobre os governos que comprassem o medicamento.

Ele ressaltou que os poucos casos de gripe suína na Polónia foram leves e nenhuma morte foi relatada.

O conselho da europa investigou a OMS e acusou tacitamente desta ter beneficiado os laboratórios farmacêuticos quando diminuiu o critério para declarar pandemia (nível 6). A ministra da franca foi interrogada e criticada duramente.

Enquanto isto no Brasil o ministério da saúde faz de conta de que nada aconteceu e prossegue sua vacinação. VIVA O BRASIL!

Ministra da saúde francesa duramente interrogada sobre os conflitos de interesse na vacinação contra o H1N1

A ministra da saúde francesa, Roselyne Bachelot, foi submetida ontem a um severo interrogatório, que foi muito pior do que o esperado, na câmara parlamentar do senado da França, sobre o papel desempenhado nas empresas farmacêuticas do país na campanha de vacinação em massa contra a gripe suína.

Presidida por François Autain e Alain Milon, a comissão do Senado interrogou Bachelot por duas horas e meia sobre os potenciais conflitos de interesse, perguntando por que o governo comprou 94 milhões de doses de vacinas contra a gripe suína, por que os contratos tinham sido colocadas sob sigilo, se especialistas do governo foram realmente imparciais, e por que os médicos de família tinha sido excluído da campanha de vacinação em massa, relatou o jornal Le Monde.

Verificou-se durante o inquérito que a Novartis aceitou uma indenização de 16% para o excedente de vacina contra a gripe suína.

O governo, no entanto, não conseguiu chegar a um acordo com a GlaxoSmithKline ou a Sanofi, Batchelot revelou.

A POPULAÇÃO DA FRANÇA NÃO QUIS TOMAR A TAL VACINA CONTRA A GRIPE DOS PORCOS REBATIZADA DE GRIPE ''A'' H1N1

Apenas cerca de 7 milhões de pessoas na França aceitaram a insuficientemente testada vacina da gripe suína para a qual as empresas farmacêuticas foram dadas imunidade – deixando o governo com um estoque de quase 90 milhões de doses.

“O Conselho dos Estados membros da Europa colocou em marcha uma investigação em fevereiro de 2010 sobre a influência das empresas farmacêuticas na campanha mundial da gripe Porcina, centrando-se especialmente no grau de influência da indústria farmacêutica sobre a OMS (Organização Mundial da Saúde).
A Comissão de Saúde do parlamento da União Européia aprovou por unanimidade uma Resolução instando tal investigação. O passo é um movimento de longo prazo com o objetivo de conseguir transparência pública do ‘Triangulo Dourado’ de corrupção da OMS, da Indústria Farmacêutica e dos cientistas acadêmicos que geraram danos à vida de milhões de pessoas.

O Parlamento Europeu ficará encarregado de investigar a OMS e o porquê do escândalo da ‘pandemia’.

A moção parlamentar foi apresentada pelo Dr. Wolfgang Wodarg (na foto), ex-deputado do SPD no Bundestag (Parlamento alemão) e agora presidente da Comissão de Saúde do Parlamento Europeu.

Wodarg é um doutor em medicina e epidemiologista, especialista em enfermidades pulmonares e em medicina ambiental. Ele considerou que a campanha da OMS contra a ‘pandemia’ da gripe porcina foi ‘um dos maiores escândalos médicos do século’. O texto da resolução, que foi respaldado pelas Nações Unidas e um suficiente número de membros do Conselho do Parlamento Europeu, diz entre outras coisas:

‘A fim de promover seus medicamentos patenteados e suas vacinas contra a gripe, as empresas farmacêuticas fizeram uso de sua influência sobre os cientistas e sobre os organismos oficiais, responsáveis por estabelecer as normas de saúde pública, para alarmar os governos de todo o mundo e fazê-los gastar mal os recursos sanitários em ineficientes estratégias de vacinação e expor desnecessariamente milhões de pessoas saudáveis ao risco de uma desconhecida quantidade de efeitos secundários das vacinas que foram insuficientemente provadas. A campanha da gripe aviária (2005-2006), combinada com a campanha da ‘gripe porcina’, parece ter carregado um alto nível de danos não só em alguns pacientes vacinados e aos orçamentos públicos sanitários, mas também à credibilidade e à prestação de contas de importantes organismos internacionais da saúde’.

terça-feira, 6 de abril de 2010

70% DOS PACIENTES INTERNADOS NOS MANICOMIOS DO BRASIL SÃO DE ORIGEM EVANGÉLICA

Fábrica de Loucos

loucosgaf
Indicado por @Mauricio Zagari

Postou Zé Luís no Genizah, lembrando que o mesmo percentual de filhos de evangélicos foi encontrado na Fundação Casa (ex- Febem) e no extinto presídio do Carandirú em São Paulo.
Por Pr. Weber
Esta semana tomei conhecimento de um dado estatístico assustador: 70% dos pacientes internados em manicômios do Brasil são de origem evangélica. Sinceramente, perdi o chão. Que a religião pode ser um fator que contribui para o desequilíbrio psíquico, ao mesmo tempo que pode constituir um espaço confortável para desequilibrados mentais, eu já sabia, o que não sabia era que a contribuição evangélica para este desastre fosse tão acentuada.

A razão para esse trágico dado passa pela teologia, pela liturgia, e principalmente pelo compromisso do resgate de um Cristianismo mais bíblico, emoldurado pela Verdade escrita e não pela “verdade” sensitiva. Já não é de agora que denominações inteiras cultivam e estimulam um emocionalismo barato, sem o menor temor de rotular suas práticas ao “mover do Espírito Santo”. Com isso, transformam suas reuniões e grandes encontros num autêntico espetáculo do circo dos horrores, com gente caindo pra todo lado, tremendo, correndo, saltando e expressando sua insanidade em gargalhadas descontroladas, tudo isso sob a bandeira de um suposto “avivamento espiritual”. O mais preocupante em todo esse processo é a falta de alguém lúcido e psicologicamente são, que seja capaz de sugerir um exame criterioso das Escrituras.

A espiritualidade cristã jamais será moldada por qualquer geração doente. A chancela do que é saudável e do que é doentio é dada pelo próprio Cristo, por Seu ensino e exemplo. A tentativa de desenvolver uma espiritualidade vinculada à cultura ou às tendência de qualquer desequilibrado que aparece, contando uma visão ou uma revelação, só contribui para aumentar o número dos que dão entrada em clínicas psiquiátricas em meio a verdadeiros surtos psicóticos. O pior de tudo isto é que ninguém fala absolutamente nada.

É bem provável que a causa deste silêncio seja o despreparo teológico da maioria e a construção de certos paradigmas podres. Um deles é relacionar o estudo teológico à falta de unção. Com todo respeito, não há estupidez maior do que esta. Na verdade, é a resistência ao texto que colocou o movimento evangélico no Brasil e no mundo sob suspeita.

Uma rápida leitura dos Evangelhos, deixará em qualquer leitor minimamente atento, a real impressão de que o ministério de Jesus foi reflexivo. Ele nunca tencionou provocar transes e catarses. Suas mensagens e ensinamentos tinham o objetivo de fazer sua audiência pensar. Logo, embarcando na boléia de Jesus, Sua espiritualidade tinha um caráter mais cognitivo do que sensitivo, por isso Ele foi chamado de Mestre.

Já estou antevendo os comentários que chegarão: “O intelectualismo é morte”; “a letra mata”; “a teologia não presta pra nada”… Mas, vou correr o risco e fazer uma colocação final.

Todo cristão precisa estar comprometido com Cristo e o seu ensino. Nenhuma manifestação que escape ao escrutínio bíblico e não faça parte das práticas pessoais de Cristo e dos apóstolos, merece ser considerada, sequer analisada como possivelmente legítima, sob o risco de se abraçar a loucura ao invés da fé. Pense nisto!

Sola scriptura!

O GRIFO É MEU: ''Isto aí é o fruto do trabalho dos pastores do diabo que infelizmente se proliferaram no nosso Brasil e quem sabe no mundo, desvirtuando o evangelho de Cristo, pregando a mentira e doutrinas que não fazem parte das Escrituras, usos e costumes, pregando o evangelho da escravidão, teologia da prosperidade do é dando que se recebe. Ora se somos livres não podemos ser como as mulas nas bocas das quais se põem freios como disse o profeta Isaias''. O fruto da pregação deles estão aí nas filas dos manicomios judiciarios, dos hospícios e da Febem, pois os tais não pregam o genuino evangelho de Cristo, mas sim um evangelho falsificado que está levando o evangelho no Brasil à confusão e ao caos'' DESPERTA BRASIL!

POLONIA É ELOGIADA PELO CONSELHO DA EUROPA POR NÃO ACEITAR A VACINAÇÃO DA GRIPE SUINA H1N1

O Conselho da Europa elogiou a ministra da Saúde da Polônia Ewa Kopacz por sua estratégia contra o vírus da gripe suína.
O Comitê de Assuntos Sociais, de Saúde e da Família disse que a decisão do Ministério da Saúde para não ordenar as vacinas contra H1N1 estava correta, apesar da pressão das companhias farmacêuticas e organizações de saúde.

Ewa Kopacz (na foto), foi a Paris para explicar a resposta de seu governo para com o vírus da gripe, para a qual a Organização Mundial da Saúde previu (erroneamente) que faria explodir uma grande pandemia em toda a Europa. Ewa disse que a Polônia havia considerado comprar uma vacina anti-gripal, mas os termos propostos pelas empresas farmacêuticas eram inaceitáveis.

A ministra da Saúde da Polónia disse que, graças à estratégia de contra a gripe suína adotada na Polónia, menos casos fatais do vírus foram relatados e que o vírus era menos virulento do que em outros países.

Paul Flynn, que escreveu o relatório do Conselho da Europa, chamou a decisão “um ato de coragem” e salientou que outros países gastaram milhões de euros em vacinas.

Ex-chefe da Cruz Vermelha Francesa Prof. Marc Gentilini disse que a Polônia pode servir como um exemplo de como lidar com a ameaça de uma pandemia de H1N1.

A decisão do Ministério da Saúde de não comprar vacinas contra a gripe foi muito criticada na Polônia durante o surto. Ombudsman Janusz Kochanowski até mesmo ameaçou processar Ewa Kopacz sobre a política do governo.

Fontes:
The News: Poland praised for anti-swine flu strategy

Polônia desconfiada da vacinação contra a gripe suína H1N1

O primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, disse que seu governo não vai comprar vacinas para a gripe suína que não tenham sido devidamente testadas, ou de produtores que não assumirem a responsabilidade por possíveis efeitos colaterais.

Tusk disse a repórteres sexta-feira que os produtores de vacina estavam pressionando os governos a comprarem, mas também exigindo que toda a responsabilidade e compensação por possíveis efeitos colaterais recaissem sobre os governos que comprassem o medicamento.

Ele ressaltou que os poucos casos de gripe suína na Polónia foram leves e nenhuma morte foi relatada.

O conselho da europa investigou a OMS e acusou tacitamente desta ter beneficiado os laboratórios farmacêuticos quando diminuiu o critério para declarar pandemia (nível 6). A ministra da franca foi interrogada e criticada duramente.

Enquanto isto no Brasil o ministério da saúde faz de conta de que nada aconteceu e prossegue sua vacinação. VIVA O BRASIL!

sexta-feira, 2 de abril de 2010

GRIPE SUINA H1N1: DIARIO DIGITAL DE PORTUGAL ACUSA INDUSTRIA FARMACEUTIVA E OMS DE ALARMISMO

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e os laboratórios farmacêuticos foram hoje alvo de críticas de alarmismo sobre os riscos da gripe A (H1N1) durante uma audiência na Assembléia Parlamentar do Conselho da Europa (APCE).

Os peritos que aconselham a OMS e vários governos, tal como os meios de comunicação, também foram duramente criticados pelos participantes da audiência da APCE, que prepara um documento sobre a gestão da epidemia de gripe A.

“Houve uma manipulação e uma encenação por parte da OMS“, acusou a eurodeputada ecologista francesa Michèle Rivais, que disse que a gripe A foi “a crônica de uma pandemia anunciada sob a qual se esconderam interesses econômicos da indústria farmacêutica”.

Rivasi lembrou que os laboratórios farmacêuticos impuseram aos governos preços pelas vacinas da gripe A dez vezes superiores aos das vacinas normais, avisando que, se vingar a proposta da OMS de fazer depender o seu financiamento da venda de vacinas, ” não haverá só uma pandemia anual, mas umas vinte”.

A ministra polaca da Saúde, Ewa Kopacz, sublinhou que os governos “não devem ser reféns dos laboratórios”, explicando que a Polónia decidiu recusar encomendas de vacinas contra a pandemia por causa das condições impostas pela indústria, que pareceram “pelo menos duvidosas”.

Kopacz referiu que os laboratórios recusaram assumir responsabilidade por quaisquer efeitos nefastos das vacinas.

A ministra da polonia frisou que não só se registaram menos mortes por causa do vírus H1N1 do que por causa da gripe sazonal, como os países que não fizeram campanhas de vacinação não tiveram mortalidade maior.

Assim, pediu à OMS que retire o nível de alerta pandémico 6, em vigor para a gripe A, que provocou 16 mil mortos em todo o mundo, advertindo que, se o alerta se mantiver, a OMS perderá credibilidade e não conseguirá suscitar a reação necessária quando houver uma ameaça real para a saúde mundial.

3 BEBES MORREM APÓS MÃES TOMAREM VACINA H1N1, Desligue o player da radio do blog e assista ao vídeo da reportagem da TV portuguesa RTP:

quinta-feira, 1 de abril de 2010

DESPERTA BRASIL!

VERGONHA PARA O EVANGELHO
Quanta lameira,
Edir macedo Denuncia Valdomiro e RR soares

Neste audio Macedo conta como Valdomiro santiago esta fazendo para crescer sua igreja, a mesma estratégia que R.R. Soares adaptou logo depois. Desligue o player da radio do blog e assista ao video


IGREJAS OU EMPRESAS?
 A COISA ESTÁ FICANDO PIOR DO QUE AS ATITUDES DO CATOLICISMO ROMANO NA IDADE MÉDIA.
QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DO CRÉDULO POVO BRASILEIRO
É por isso que os verdadeiros servos de Deus sofrem para pregar o Evangelho e muitas vezes quando estamos falando de Jesus, o povo nos vira as costas e diz: ''Pequenas Igrejas, grandes negócios'', esses obreiros fraudulentos compradores de avião a jato mais parecem os bispos católicos da idade média vendendo indulgencias, reliquias, bulas papais, vendendo salvação e levando o povo ao inferno. ''Qualquer semelhança com a idade média é mera coincidência''. É bom os cristãos começarem a ler a história da Igreja Cristã e pararem de serem crédulos!