sábado, 29 de maio de 2010

PADRE ADMITE EM DEPOIMENTO QUE ESTAVA DIRIGINDO EMBRIAGADO

Menos mal: Padre admite em depoimento que estava dirigindo embriagado e contestou versão de assédio sexual, só que logo a seguir disse que não se lembra de tudo o que aconteceu no dia. 

O padre Silvio Andrei, que é investigado por ato obsceno, corrupção ativa e dirigir embriagado, prestou depoimento na tarde de ontem (27), para o delegado Marcos Belinati. Ele admitiu que dirigiu embriagado no dia 16 de maio, quando foi preso em flagrante trafegando em Ibiporã completamente nu.

Segundo o Jornal de Londrina, o padre afirmou não lembrar de alguns detalhes do dia em que foi preso e isso o deixa muito incomodado. Meu velho pai dizia que c´de bêbado não tem dono!

O advogado do padre, Walter Bittar, afirmou que existe muitas contradições nas versões dadas pela polícia e pelo adolescente sobre as vestimentas de Silvio Andrei e sobre a tentativa de assédio sexual.

Bittar afirmou ainda que pretende processar o Estado por abusos de poder, agressão por parte dos policiais que atenderam o caso e danos morais.

O conselho bíblico nesses casos, é pedir perdão ao povo pelo acontecido e não processar a Policia e o Estado do Paraná, quem erra tem que pedir perdão e dar a mão a palmatória. Afinal o cair é do homem, mas o levantar é de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário