sábado, 8 de maio de 2010

H1N1: RONDONIA, GRÁVIDA PERDE BEBÊ APÓS TOMAR VACINA DA GRIPE SUINA

Tagged with: Gripe Suína
Jarú Online

Jovem gestante perde bebê após tomar vacina da gripe H1N1 em posto de saúde de Jaru. Núbia Presly Feitosa de 18 anos, estava gestante de oito meses, e tudo corria muito bem. Porém quando recebeu a dose da vacina contra o vírus da gripe suína, no dia 22 de março, aplicada no posto de saúde Osvaldo Cruz, a mesma a partir de então começou a passar muito mal. Sentindo contrações, calafrios, inchaço no braço, dores de cabeça, dormência e diversas outras reações. Ao procurar um médico, foi atendida pelo Dr.Carmelia, e este a informou que aqueles sintomas seriam reações normais da vacina.

Durante 12 dias Núbia sofreu com estes sintomas. E no dia 04 de abril, ao perceber que algo estaria errado resolveu procurar o Hospital São Camilo para realizar um ultra-som, onde foi constatado que o feto estaria correndo risco, pelo fato de que o liquido amniótico havia secado, sendo aconselhado a gestante que fosse rapidamente para uma unidade hospitalar da capital, já que seu caso inspirava cuidados.

Mas ao procurar o hospital municipal para providenciar sua transferência, Núbia entrou em trabalho de parto, dando a luz a Breno Eduardo de quase 3 kg, que viveu somente um minuto após o seu nascimento.

Muito embora as autoridades neguem veementemente a atribuição do aborto à aplicação da vacina, Núbia deixou bem claro que ao tomar a vacina no posto de saúde, não foi adotado pelos profissionais da área o critério recomendado pelo ministério da saúde. Que seria o seguinte: “A vacina aplicada em mulheres grávidas deve ser sem adjuvante (substância imuno-estimulante) que produz maior quantidade de anticorpos, o que poderia causar aborto”.

A redação deste site em contato com cerca de 10 mulheres que tomaram a vacina, 100% delas nos relataram que os profissionais de saúde não realizaram nenhum tipo de pergunta a elas, sobre possível gravidez, realizando aplicações indiscriminadamente.

Em contato com secretário de saúde do município Iram Cardoso, este nos informou desconhecer estas particularidades da vacina, dizendo que o município apenas realiza a aplicação da vacina enviada pelo Governo Federal. Relatando ainda que a pessoa mais indicada para dar esta resposta seria Magno Borges, que não foi localizado pela nossa equipe.

Núbia aguarda o resultado do exame de sangue coletado do bebê, que foi encaminhado a capital para análise que comprovará qual foi a causa da morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário