terça-feira, 11 de maio de 2010

H1N1: GLAXO SMITH KLINE APAGA VACINA PANDEMRIX DO SITE

Essa é velha: Glaxo apaga vacina 'Pandemrix' do 'site'
por JOÃO CÉU E SILVA29 Outubro 2009

Informação a que o DN acedeu desapareceu da página da farmacêutica. Portugal não foi selecionado para estudos sobre efeitos da vacina da gripe A por incapacidade de resposta.

A Glaxo Smith Kline eliminou do seu site nacional todas as referências à vacina da gripe A que foi adotada para Portugal. Se alguém quiser informar-se sobre a vacina Pandemrix diretamente na página da Internet do gigante farmacêutico já não o poderá fazer. O mesmo acontece se desejar esclarecer se as substâncias polémicas - tiomersal e escaleno - estão na composição do produto, apesar de até esta segunda-feira ter sido possível, como fez o DN.

Esta situação verifica-se tanto no site gsk.pt como no gsk.com depois de "ter sido feita uma atualização" na terça-feira, segundo referiu um responsável da empresa. Entrar no site é fácil, mas quando se coloca a palavra pandemrix em apenas 0,02 segundos sabe-se que "não foram encontradas páginas" com o nome do medicamento e sugere: "Certifique-se que todas as palavras estão correctamente escritas." Ou seja, é impossível aceder, como acontecia, à composição da vacina que as autoridades dos EUA recusaram por conter o adjuvante escaleno e o derivado do mercúrio, tiomersal, como o DN noticiou. Alegadamente, por danos ao sistema nervoso e toxicidade.

GLAXO SMITH KLINE CONFIRMA QUE ESTAVA FAZENDO TESTES EM COBAIAS HUMANAS NA EUROPA E AGORA ESTÃO FAZENDO TESTES NAS COBAIAS DO BRASIL, É POR ISSO QUE ESTÁ MORRENDO TANTA GENTE EM CONSEQUÊNCIA DAS VACINAS H1N1 NO BRASIL.

 E O PIOR É QUE NINGUÉM FAZ NADA.

E PORQUE O MINISTÉRIO DA SAÚDE NÃO PUBLICA AS REAÇÕES ADVERSAS DA VACINA QUE ESTÃO ACONTECENDO NO BRASIL?


TUDO ISTO É MUITO SUSPEITO!

A Glaxo Smith Kline divulgou que os testes da Pandemrix estão em curso em vários países europeus e que mais de 98% dos resultados obedecem aos critérios que permitiram o licenciamento. A mesma nota informa que decorrem na Espanha os testes pediátricos em 200 bebês, entre os 6 e os 36 meses, para conferir a sua tolerância. Portugal não está incluído no programa de teste da farmacêutica, que envolve 9000 pessoas, por incapacidade de resposta ao programa, dada a urgência de pôr a vacina no mercado.

ESTE NÍVEL DE PANDEMIA 6 DECLARADO PELA OMS, PELA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA E PELOS POLITICOS, SERÁ CONSIDERADO NO FUTURO CRIME CONTRA A HUMANIDADE. Pastor Jorge Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário