segunda-feira, 8 de março de 2010

POPULAÇÃO BRASILEIRA DEVE SE VACINAR CONTRA GRIPE SUINA DIZ OMS

Na terça-feira passada, o organismo internacional reuniu seus especialistas e optou por manter o status da pandemia da gripe suína
A VOCÊ QUE VAI TOMAR A VACINA DESEJO BOA SORTE!
Keiji Fukuda, diretor de influenza na OMS apesar de confirmar que o vírus H1N1 não se mostrou tão perigoso como se temia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) defende a campanha de vacinação contra a gripe suína no Brasil, que começa nos próximos dias, e apela para que a taxa de adesão da população seja alta. Ele só esqueceu de falar que mais de 30% dos lotes de vacina que seriam usados na Europa foram devolvidos aos laboratórios porque a população não quis tomar a tal vacina.
A primeira etapa da campanha começará já na próxima segunda-feira (8) e os municípios devem iniciar a busca ativa dos profissionais, nos hospitais e nas próprias unidades de saúde, bem como da população indígena.

Esta etapa da campanha vai até o dia 19 de março, quando o público-alvo passará a ser gestantes, doentes crônicos e crianças de 6 meses a dois anos.

Etapas da Vacinação:

1ª Etapa: Entre os dias 8 e 19 de março - trabalhadores da rede de atenção à saúde, profissionais envolvidos na resposta à pandemia e indígenas;

2ª Etapa: Entre 22 de março e 21 de maio – gestantes;

Entre os dias 22 de março e 2 de abril - crianças de seis meses a dois anos de idade e doentes crônicos com idade abaixo de 60 anos;

3ª Etapa: Entre os dias 5 de abril e 23 de abril – População com idade entre 20 e 29 anos;

4 ª Etapa: Entre 24 de abril e 7 de maio - Idosos com mais de 60 anos com doenças crônicas;

5ª Etapa: Entre os dias 10 de maio a 21 de maio – População com idade entre 30 e 39 anos.

Apesar dos alertas da Agência Européia de remédios, vacinação em massa contra a gripe suina começa em março de 2010, grupos de risco serão os primeiros a serem imunizados.

A agência europeia de remédios admite que a vacinação da ‘’gripe suína’’ é um imenso experimento biológico

Tagged with: Gripe Suína

A Agência Européia de Remédios (EMA), sediada em Londres e encarregada de rever a segurança da vacina da gripe pandêmica admitiu que a OMS e as companhias de vacina estão conduzindo um experimento deliberado e proposital em larga escala nos povos da Europa e no resto do mundo atraves do uso de vacina cuja segurança não é conhecida.

Tais experimentos biológicos são proibidos por lei.

Em junho, em uma declaração a imprensa sobre vacinas pandêmicas, na forma de perguntas e respostas, EMA afirma que a segurança da vacina não será conhecida antes de ser usada na população em geral e que portanto será requerido dos produtores das vacina continuarem a avaliar a segurança da vacina durante a administração dela. Além disso, será requerido dos produtores que eles criem ‘planos de administração de riscos especiais’’. Fala-se de monitorar a segurança das vacinas mas não há qualquer menção sobre parar a campanha de vacinação em massa. A questão é: por que testes adequados de segurança não estão sendo feitos antes da vacina ser administrada?

CIENTISTAS DA OMS - ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE DETÊM PATENTE DE VIRUS DA GRIPE SUINA CRIADO EM LABORATÓRIO

POR QUE CRIAR UMA DESGRAÇA DESSAS?

Cientista da OMS está entre os detentores da patente sobre um vírus da gripe suína produzido geneticamente. Detalhe é que a patente, de número US 2009/0010962 A1 é de 8 de janeiro de 2009.
O cientista Robert G. Webster é chefe do laboratório de gripe animal da OMS.

Os outros detentores são:
Dr. Jürgen A. Richt, professor de Microbiologia Veterinária da Universidade Estadual de Iowa.
Richard J. Webby, Diretor da Faculdade St. Jude e membro da WHO.
Peter Palese, Diretor do Departamento de Microbiologia da Escola de Medicina Mount Sinai.
Adolfo García-Sastre, professor do Departamento de Microbiologia da Escola de Medicina Mount Sinai.
Kelly M. Lage r,Chefe Médico Veterinário do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

A patente, datada de 8 de janeiro de 2009 diz o seguinte:

“A presente invenção relata, de forma geral, aos virus da gripe suína tendo debilitada sua resposta de antagonizar o interferon (uma proteína) da célula, e o uso de tais virus atenuados em vacinas e fórmulas farmacêuticas. Em particular, a invenção relata como vírus da gripe suína tendo modificações para um gene NS1 suíno que diminui ou elimina a abilidade do produto do gene NS1 de antagonizar a resposta IFN da célula. Estes vírus replicam “in vivo”, mas demonstraram replicação e virulência diminuída e aumento da atenuação, e desta forma bem adaptado para uso em vacinas com vírus vivo e fórmulas farmacêuticas.

Abaixo alguns dos emails destes inestimáveis cientistas:

peter.palese@mssm.edu, adolfo.garcia-sastre@mssm.edu, jricht@nadc.ars.usda.gov, richard.webby@stjude.org, kelly.lager@ars.usda.gov

Que tal perguntarmos a eles sobre a veracidade desta patente e o porquê dela existir?

Aparentemente este vírus seria para confecção de vacinas para uso em porcos. Ainda assim me parece muito suspeito que tenha sido registrada 2 meses antes do surto inicial da gripe suína em humanos.

O grifo é meu: ''Agora querem obrigar o povo a tomar a tal vacina, será por quê?''

Nenhum comentário:

Postar um comentário