quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

PEDRAS DO CÉU

Pedra de gelo do tamanho de bola de basquete cai em cima de casa na Vila Mota na cidade de Catanduva – SP e destrói telhado e forro


O fato foi estranho porque não havia sinal de chuva naquele horário. A pedra teria tamanho de uma bola de basquete e seu impacto foi destrutivo

Um fenômeno da natureza ocorreu na casa do aposentado Cinésio de Oliveira, de 74 anos de idade, situada na Rua Mato Grosso, na Vila Mota, na terça-feira, dia 15, por volta das 17 horas. Segundo informações de sua irmã e dos Bombeiros, uma enorme pedra de gelo caiu em cima da casa, atravessou o telhado e o forro e bateu na sala, originando estragos de monta, além do grande susto de Oliveira que teve de ser internado.

Segundo contou a irmã, que não quis se identificar, Oliveira, que mora sozinho, levou um susto que teve de ser socorrido no hospital. “Foi uma enorme pedra de gelo que fez esse estrago todo”, contou a irmã, apontando para o forro, ao sofá onde estava Oliveira no momento da queda da pedra. Ela mostrou pedaços da pedra de gelo que colocou na geladeira. Eram de superfície lisa e dura e não tão gélidas quanto a uma pedra de gelo comum, de geladeira.

O estrago na sala e parte da cozinha causado pelo impacto da pedra foi grande. Oliveira é uma pessoa adoentada. Voltou para a sua casa ainda assustado. Escapou por pouco do impacto da pedra de gelo, pelo estrago causado no sofá.

Bombeiros

O Corpo de Bombeiros esteve nos local. Segundo o sargento Guelfe, o tempo estava limpo e não havia sinal de chuva. “Segundo testemunhas, a pedra era do tamanho de uma bola de basquete. Estava em alta velocidade com rastro de fumaça, tipo um cometa. Deixou uma abertura no telhado de cerca de metro de diâmetro”, relatou.

No momento do fato não havia sinal de chuva naquela região. O caso assustou outros moradores, que não sabem a origem da pedra.
VEJAM AS NOTÍCIAS ABAIXO E COMPAREM:



Bola de gelo do tamanho de uma melancia cai do céu em La Rioja

14 de novembro de 2007

Vizinhos da capital foram surpreendidos nesta sexta feira quando uma bola de gelo do tamanho de uma bola de basquete caiu do céu, num fenômeno que não pode ser explicado com exatidão pelos meteorologistas.

O acontecido foi presenciado pelos empregados da empresa Aquapark, na zona leste da cidade de La Rioja.

Entretanto, o meteorologista Joaquim Martín não pode explicar o fenômeno, e os especialistas aeronáuticos não descartaram que se trate de uma composição química que é eliminada pelos aviões de passageiros como resíduos.

O insólito registro foi durante l manhã de sexta feira e, segundo comentaram as testemunhas para a rádio local que se chama Fênix, a "bola de gelo" caiu num terreno vizinho com a empresa Aquapark.

Segundo asseguraram os empregados desta firma, o tamanho do objeto é de aproximadamente 50 a 60 centímetros de diâmetro, comparável a dimensão de uma bola de basquete

Ao impactar contra a superfície, a bola de gelo se partiu em vários pedaços e os restos se dispersaram em um raio de 3 a 4 metros.

VEJA MAIS:



Gelo do tamanho de uma bola de basquete despenca do céu e destrói carro na Florida em 2008

"Não foi obra de Deus. Isso veio de um avião", disse o dono do veículo.

Especialistas pesquisam de onde veio o gelo espacial.

Raymond Rodriguez estava trocando o pneu numa rua de Tampa, na Flórida, quando um bloco de gelo do tamanho de uma bola de basquete caiu do céu e se espatifou no teto do carro estacionado bem do seu lado.

O teto do Ford Mustang ficou desse jeito

"Eu fiquei apavorado. Foi uma loucura", diz Rodriguez. Ele conta que ouviu um zumbido e em seguida um violento estrondo metálico.

O Serviço Nacional de Meteorologia informou que as condições do tempo no dia do fenômeno (domingo passado) não eram favoráveis à formação de bolas de gelo - conhecidas como megacriometeoros.

Carlos Javage, dono do Ford Mustang destruído, quer saber quem vai pagar o prejuízo. "Isso não foi obra de Deus. Isso veio de um avião."

O exemplar da megacriometeoros que caiu sobre o veículo

A Administração Federal de Aviação está revendo os planos de vôo na região para checar se a pedra de gelo caiu mesmo de um avião. Ela não tinha a cor azul que indicaria ter vindo do banheiro de uma aeronave.

Ninguém ficou ferido. (Pelo menos por enquanto) O grifo é meu!! Não se preocupem, são só coincidências!! Os governantes dizem que está tudo sob controle. Que Deus nos defenda!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário