sexta-feira, 6 de agosto de 2010

EXATAMENTE COMO FOI PREVISTO HÁ CERCA DE 60 ANOS

Site Iraniano usa Charges para negar o holocausto


O lançamento de um site iraniano com charges sobre o Holocausto ganhou na imprensa de Israel. Segundo diversos jornais israelenses, a agência iraniana Fars noticiou nesta quinta-feira o lançamento do www.holocartoons.com .

O endereço reúne desenhos retirados de um livro publicado em 2008, com sátiras e textos que questionam o massacre de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

O site, de acordo com a Fars, é financiado por uma fundação cultural não governamental. A página diz que o massacre de judeus é uma "absoluta mentira" e é dedicada a "todos aqueles que foram mortos sob o pretexto do Holocausto", diz o jornal israelense "Haaretz". O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, nega a ocorrência do massacre, descrito por ele, em 2005, como um "conto de fadas".

Em setembro do mesmo ano, o jornal dinamarquês "Jyllands-Posten" publicou uma série de caricaturas do profeta Maomé, dando início a uma onda de protestos em vários países islâmicos. Na mais polêmica delas, Maomé era retratado com bombas no turbante.

Os protestos contra os desenhos chegaram a causar mais de cem mortos em diferentes países. O autor da charge, o cartunista Kurt Westergaard, de 75 anos, precisou ser colocado sob proteção policial depois que foi descoberto um plano para matá-lo, em 2008.

PARA OS LOUCOS IRANIANOS VAMOS RELEMBRAR UM POUQUINHO DA HISTÓRIA:

É uma questão de História lembrar que, quando o Supremo Comandante das Forças aliadas (Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, etc.), General Dwight D. Eisenhower encontrou as vítimas dos campos de concentração, ordenou que fosse feito o maior número possível de fotos, e fez com que os alemães das cidades vizinhas fossem guiados até aqueles campos e até mesmo enterrassem os mortos.























E o motivo, ele assim explanou:

'Que se tenha o máximo de documentação - façam filmes - gravem testemunhos - porque, em algum ponto ao longo da história, algum idiota se erguerá e dirá que isto nunca aconteceu'.




O Presidente do Irã Mahmoud Ahmadnejad nega o holocausto




'Tudo o que é necessário para o triunfo do mal, é que os homens de bem nada façam'. (Edmund Burke).

Relembrando:

Esta semana, o Reino Unido removeu o Holocausto dos seus currículos escolares porque 'ofendia' a população muçulmana, que afirma que o Holocausto nunca aconteceu...

Este é um presságio assustador sobre o medo que está atingindo o mundo, e o quão facilmente cada país está se deixando levar.

Para saber mais, procure no google IMAGENS e escreva a frase "holocausto nazista".

Fonte: http://www.apologiajudaica.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário