sábado, 5 de setembro de 2009

O DIABO DE DENTRO

Há pouco escrevi um texto sobre o diabo para fora, no enfrentamento dele na existência e nas muitas dissimulações dessa criatura malévola e sedutora.
Veja: O DIABO EXISTE… VOCÊ TEM DÚVIDA?...
Minha mulher, no entanto, chegou aqui e leu o texto, e disse: “Agora tem de mostrar o diabo de dentro”.
Nada disse, mas vi que ela tinha mais do que razão.
Assim decidi escrever o que de mais simples vejo em Jesus sobre o discernimento do diabo de dentro...
Sim, pois um é o diabo que se combate fora; outro é o que se combate dentro!

Sim, dentro; dentro de nós...

Ora, o diabo de dentro é construído pela nossa adesão à natureza do diabo, que é ódio, mentira, sedução, dissimulação, manipulação, ganância, inveja, soberba, e culto a si mesmo.

Quem odeia, se ira e irado permanece, amargura-se e amargurado fica, antipatiza e se tem por certo na manutenção da antipatia gratuita, e quem ama apenas por conveniência e interesse — esse vai se tornar um ser-diabo.

Quem mente, e se alegra em mudar o caminho dos outros pelo engano, que maquina como afirmação de inteligência e poder, que se deleita com o poder do engano e da dissimulação — esse vai se tornar um ser-diabo.

Quem seduz e ludibria pelo prazer de ver o engano e a desilusão no próximo, que usa a boa fé sem piedade, que come e joga fora, que se serve do próximo como um peão tolo no Xadrez do Engano — esse vai se tornar um ser-diabo.

Quem cobiça com a avidez da ganância e da insaciabilidade, quem não se contenta nunca, quem usa de todos os meios para atingir seus fins, quem se alimenta da própria volúpia como nutriente existencial, e que não vê em qualquer limite uma benção, mas apenas uma maldição — esse vai se tornar um ser diabo.

Quem inveja... e existe para buscar tomar, possuir ou substituir um outro, quem faz da vida uma competição de superação do próximo, quem não se alegra com seu próprio ser, mas só se vê nas coisas que possua — esse vai se tornar um ser-diabo.

Quem não vê nada e ninguém acima de si mesmo, que não teme a Deus, não reverencia a vida e não aceita a existência e a experiência de outros — esse vai se tornar um ser-diabo.

Quem não se arrepende..., quem não pede perdão e não perdoa..., quem nunca admite o erro puro e simples e sem explicação..., quem jamais considera silenciar mesmo tendo razão..., e, sobretudo, quem foge de amar... — esse vai se tornar um ser-diabo.

Sim, especialmente se confessar-se cristão!...

Resista o diabo em você mesmo e ele fugirá de seu ser!

Mais importante, todavia, é saber que somente se resiste ao diabo quando decidimos em nós mesmos nos submetermos à potente mão de Deus, pois, Ele, a Seu tempo, nos exaltará em toda forma de livramento.

Ora, isto não é um advento, nem um evento, nem um dia..., mas um modo de ser e de vigiar, e, sobretudo, deve se tornar o sondar constante do nosso coração.

Somente assim cresceremos na consciência e no fato de que o Príncipe desse mundo nada tem em nós.


Em Jesus, que me ensina a vencer o diabo que quer ser eu em mim,


Caio
6 de setembro de 2009
Lago Norte
Brasília
DF

Nenhum comentário:

Postar um comentário